Estas garrafas de plástico comprimidas vão ser usadas para fazer vestes num mosteiro em Banguecoque, Tailândia.
Estas garrafas de plástico comprimidas vão ser usadas para fazer vestes num mosteiro em Banguecoque, Tailândia. Soe Zeya Tun/Reuters

Pode uma “superenzima” ajudar a combater a poluição de plástico?

Investigadores uniram duas enzimas para criar uma forma de reciclagem de plástico PET muito mais rápida e que, “em teoria, pode ser repetida infinitas vezes”. A “superenzima” ainda não está pronta para o mundo real, mas não é a única solução inspirada na natureza a ser estudada para combater a crise de poluição de plástico criada pelo ser humano.

Nem uma “superenzima” consegue resolver, sozinha, a crise ambiental provocada pela nossa dependência pelos plásticos — mas pode tornar-se um aliado importante para “revolucionar o processo de reciclagem”, acreditam os investigadores que a criaram.