Juíza absolve professor de violência doméstica. Mulher “também provocava”, disse

Professor de Direito estava acusado por uma ex-aluna, dez anos mais nova. A juíza Joana Ferrer referiu que expressões que ele usou foram motivadas “pela pressão, pelo gozo e pela violência psicológica a que a assistente igualmente o sujeitava”. Faculdade de Direito abriu processo de inquérito por Francisco Aguilar ter dois programas onde compara feminismo a nazismo.

violencia-domestica,sociedade,ministerio-publico,crime,justica,
Foto
Professor dá aulas na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

O Tribunal Local Criminal de Lisboa absolveu esta sexta-feira o professor de Direito Penal Francisco Aguilar do crime de violência doméstica. Francisco Aguilar, que compara feminismo ao nazismo num programa de mestrado, estava acusado por uma ex-aluna, dez anos mais nova, com quem teve uma relação entre 2015 e 2016.