Covid-19

Covid-19. Estados Unidos ultrapassam 150 mil mortos: a dor no país mais afectado pela pandemia

Desde os profissionais de saúde aos doentes infectados, a covid-19 tem afectado milhões de pessoas nos Estados Unidos.

Um profissional de saúde na realização de testes à covid-19 em Houston, Texas REUTERS/Callaghan O'Hare
Fotogaleria
Um profissional de saúde na realização de testes à covid-19 em Houston, Texas REUTERS/Callaghan O'Hare

Os Estados Unidos ultrapassaram esta quarta-feira as 150 mil mortes por covid-19. O país é o mais afectado pela pandemia no mundo, tanto no número de vítimas mortais como no total de casos de infecção.

Nestas imagens da agência Reuters, é visível como a doença provocada pelo novo coronavírus tem afectado tantas pessoas, desde os profissionais de saúde aos doentes infectados, passando pelos seus familiares e por aqueles que contactam de perto com a dor e a morte.

Fila para fazer o teste em Houston, Texas
Fila para fazer o teste em Houston, Texas REUTERS/Adrees Latif
Organização de material no Memorial Hospital West, na Florida
Organização de material no Memorial Hospital West, na Florida REUTERS/Maria Alejandra Cardona
Após terminar o turno, o médico Thomas segura a filha Cal, ao lado da sua mulher, Genevieve
Após terminar o turno, o médico Thomas segura a filha Cal, ao lado da sua mulher, Genevieve REUTERS/Kathleen Flynn
Teste num <i>drive thru</i> em Denver, Colorado
Teste num drive thru em Denver, Colorado REUTERS/Jim Urquhart
O USNS Comfort, navio da Marinha que recebeu doentes infectados com o novo coronavírus
O USNS Comfort, navio da Marinha que recebeu doentes infectados com o novo coronavírus REUTERS/Mike Segar
Duas pessoas esperam para fazer o teste em Nova Iorque
Duas pessoas esperam para fazer o teste em Nova Iorque REUTERS/Jeenah Moon
Uma profissional de saúde num banco junto ao Central Park, em Nova Iorque
Uma profissional de saúde num banco junto ao Central Park, em Nova Iorque REUTERS/Jeenah Moon
Transporte de doentes em Shawnee, Oklahoma
Transporte de doentes em Shawnee, Oklahoma REUTERS/Nick Oxford
Enfermeira numa homenagem ao trabalho dos profissionais de saúde, em Nova Iorque
Enfermeira numa homenagem ao trabalho dos profissionais de saúde, em Nova Iorque REUTERS/Mike Segar
Director de uma funerária em Queens, Nova Iorque
Director de uma funerária em Queens, Nova Iorque REUTERS/Bryan R Smith
Camiões frigoríficos numa morgue temporária em Nova Iorque
Camiões frigoríficos numa morgue temporária em Nova Iorque REUTERS/Brendan McDermid
Familiares visitam uma doente de 79 anos através da janela em Annandale, Virginia
Familiares visitam uma doente de 79 anos através da janela em Annandale, Virginia REUTERS/Kevin Lamarque
Funeral de uma vítima da covid-19 em Malden, Massachusetts
Funeral de uma vítima da covid-19 em Malden, Massachusetts REUTERS/Brian Snyder
Certidão de óbito escrita por um médico de Houston, Texas
Certidão de óbito escrita por um médico de Houston, Texas REUTERS/Callaghan O'Hare
Protesto de enfermeiros junto à Casa Branca, em Washington, pelos profissionais de saúde que morreram infectados com o novo coronavírus
Protesto de enfermeiros junto à Casa Branca, em Washington, pelos profissionais de saúde que morreram infectados com o novo coronavírus REUTERS/Tom Brenner
Sugerir correcção