bairro-jamaica,camara-seixal,seixal,habitacao,local,saude,

O vírus chegou ao Bairro da Jamaica: “Se sairmos daqui, para onde vamos?”

O novo coronavírus chegou ao Bairro da Jamaica e já infectou 16 pessoas. A Câmara do Seixal pede “mais informação” ao Governo para conter surtos. Os infectados deverão estar a cumprir o isolamento nas suas precárias casas e, segundo diz a junta de freguesia, a PSP passa uma vez por dia para verificar se estão a cumpri-lo.

Pulquéria Neto não sabe o que é esse luxo de poder trabalhar de casa ou de fazer uma quarentena voluntária. É natural de São Tomé e Príncipe e faz daquele bairro casa há 17 anos, quando chegou para se “aventurar”. Agora, enfrenta mais uma aventura, sobretudo porque a sua vida se recheia de ingredientes que a tornam um alvo fácil ao vírus que anda por aí. Esta mulher de 62 anos, diabética, sai todos os dias da sua casa numa das torres de tijolos do Bairro da Jamaica, conhecido também como Vale de Chícharos, ​por volta das 5h da manhã para ir apanhar o autocarro, muitas vezes lotado. Vai fazer limpezas em Lisboa ou nos municípios vizinhos. Trabalha até às 9h. Depois, às 17h, “toda equipada mesmo”, lança-se a mais três horas de trabalho. Entra em casa já bem para lá das nove da noite.