Não usar máscara nos transportes públicos vai valer multa, confirma António Costa

Primeiro-ministro apresentou, esta quinta-feira, o plano de desconfinamento para o país. Costa garante que todos os processos de layoff serão pagos até ao dia 15 de Maio.

Direcção-Geral da Saúde
Foto
Primeiro-ministro apresentou plano de desconfinamento esta quinta-feira LUSA/ANTÓNIO PEDRO SANTOS

Quem andar nos transportes públicos sem máscara de protecção contra a covid-19 será multado, revelou o primeiro-ministro em entrevista. “Nós só prevemos a aplicação da coima nos transportes públicos”, disse António Costa.

A razão é porque nos transportes públicos “é muito difícil haver as normas de afastamento físico que são necessárias”. “Quanto mais reduzirmos a lotação maior é o risco”, acrescentou António Costa, que não revelou o valor da multa.

O primeiro-ministro revelou ainda que o novo comércio que vai reabrir só abre portas a partir às 10h da manhã “para diminuir a pressão” de contágio.

O plano revelado pelo Governo define uma lotação máxima de dois terços da capacidade nos transportes públicos e a higienização e limpeza destes veículos. 

O primeiro-ministro, António Costa, foi entrevistado esta quinta-feira na RTP, horas após ter anunciado o plano de desconfinamento para o país.

Quanto à abertura das praias, António Costa diz que não há dados que permitam afirmar que o vírus hiberna no Verão e que a ida a estes locais “vai ser um dos problemas mais difíceis que temos para resolver”. “Para irmos à praia vamos ter de ter as cautelas necessárias que temos quando estamos noutros espaços ao ar livre. Isso cria dificuldades de gestão”, afirmou em entrevista.

O Conselho de Ministros vai decidir na próxima semana se se vão realizar ou não os festivais de Verão, mas António Costa admitiu “que a maior probabilidade é que não se realizem”.

Em relação ao layoff, António Costa garantiu que “todos os processos que entraram até hoje [quinta-feira] vão ser pagos até 15 Maio”.

Sugerir correcção