Universidade de Évora, como a do Minho, sem aulas presenciais até ao final do ano lectivo

Segundo a universidade, “apenas em casos excepcionais, de que são exemplo as aulas de laboratório”, é que “se prevê a eventual reposição presencial, no final do calendário escolar e em moldes a definir”.

Évora suspende aulas presenciais
Foto
Évora suspende aulas presenciais rui gaudencio

A suspensão das aulas presenciais na Universidade de Évora (UÉ), que vigora desde 16 de Março, vai prolongar-se até ao final deste ano lectivo, mantendo-se o ensino à distância, devido à pandemia de covid-19. Esta medida segue a que já foi aplicada na Universidade do Minho.

“A Universidade de Évora suspendeu as aulas presenciais até ao final deste ano lectivo, sendo substituídas por ensino à distância”, revelou nesta quinta-feira a academia, em comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo a UÉ, “apenas em casos excepcionais, de que são exemplo as aulas de laboratório”, é que “se prevê a eventual reposição presencial, no final do calendário escolar e em moldes a definir”.

Numa circular divulgada hoje à academia são estabelecidas normas adaptadas para os estudantes alojados nas residências universitárias da UÉ, nomeadamente “em relação a saídas ou situações que exigem isolamento”, com o objectivo de “garantir o cumprimento das normas de protecção e segurança favoráveis à contenção e mitigação” da pandemia.

Antes de suspender as aulas presenciais, que foram substituídas pelo ensino à distância, desde o dia 16 de Março, a UÉ já tinha adoptado diversas medidas para contenção do novo coronavírus. Como exemplo, a instituição apontou a suspensão de visitas aos edifícios da universidade e das mobilidades de estudantes, docentes e pessoal não docente.

Já para a comunidade em geral, a UÉ “tem mobilizado várias acções, como a disponibilização à Administração Regional de Saúde Alentejo de equipamentos científicos essenciais para testar a covid-19 e materiais de protecção aos profissionais de saúde”.

“Ao nível da investigação, a UÉ está a desenvolver um sistema que permitirá reduzir o tempo de atendimento da Linha SNS24”, baseado na inteligência artificial, acrescentou.

Sugerir correcção