Coronavírus

Sozinhos em cidades paralisadas por uma pandemia

Praga, República Checa. 20 de Março. Um homem atravessa a medieval Charles Bridge, vazia na sequência do surto de coronavírus. REUTERS/David W Cerny
Fotogaleria
Praga, República Checa. 20 de Março. Um homem atravessa a medieval Charles Bridge, vazia na sequência do surto de coronavírus. REUTERS/David W Cerny

Na época em que vivemos, é quase impensável alguém encontrar-se sozinho num espaço público aberto. Mesmo nas horas mais calmas da madrugada, as grandes cidades permanecem envoltas numa azáfama de movimento. O surto de covid-19 conseguiu algo inédito na história: deixar os principais monumentos, avenidas e praças pelo mundo fora entregues ao ar e ao vento. Os poucos que se aventuram pelas ruas e desafiam os bloqueios por alguns segundos de liberdade dão por si sozinhos em espaços que apenas há algumas semanas eram frequentados por milhares de pessoas diariamente. Os fotógrafos da Reuters têm registado estes momentos fugazes, que aparentam tratar-se de frames retirados de filmes distópicos. 

Até às duas da manhã desta quarta-feira, 25 de Março, foram registados 420.997 infectados — o que significa mais 43.556 doentes desde o dia anterior. Já quase 19 mil pessoas morreram às mãos do vírus SARS-CoV-2. A agência France-Presse estima que um terço da população mundial — cerca de 2,6 mil millhões — esteja actualmente em isolamento, resultando em cidades praticamente paradas.

Entretanto, os Jogos Olímpicos de Tóquio foram adiados para 2021. As Olimpíadas já sobreviveram a ataques terroristas, boicotes e, até, a outras epidemias, mas nunca tinham deixado de se realizar em tempos de paz. 2020 entra para a história como o primeiro caso de adiamento da competição desportiva, juntando-se aos cancelamentos de 1916, 1940 e 1944, anos de guerras mundiais.

Em Portugal, estão confirmados 2995 casos e 43 mortes. A Organização Mundial da Saúde disse, esta segunda-feira, 23 de Março, que a pandemia estava a “acelerar”. Sendo agora a Europa o epicentro da doença, os Estados Unidos correm o risco de se tornarem no novo epicentro ao longo das próximas semanas, dada a “disseminação muito rápida de casos”.

Budapeste, Hungria. 13 de Março. A sombra do maestro Mate Hamori é vista enquanto conduz a Danubia Orchestra sem audiência na Liszt Ferenc Academy of Music. O governo húngaro proibiu eventos que acolham mais de 100 pessoas para conter a propagação do novo coronavírus.
Budapeste, Hungria. 13 de Março. A sombra do maestro Mate Hamori é vista enquanto conduz a Danubia Orchestra sem audiência na Liszt Ferenc Academy of Music. O governo húngaro proibiu eventos que acolham mais de 100 pessoas para conter a propagação do novo coronavírus. REUTERS/Bernadett Szabo
Washington D.C., Estados Unidos. 16 de Março. Um homem senta-se sozinho em frente ao Monumento a Washington na maior queda de turistas de que há registo, provocada pela pandemia do coronavírus.
Washington D.C., Estados Unidos. 16 de Março. Um homem senta-se sozinho em frente ao Monumento a Washington na maior queda de turistas de que há registo, provocada pela pandemia do coronavírus. REUTERS/Kevin Lamarque
São Paulo, Brasil. 17 de Março. O estudante de doutoramento Sergio Antonio Perea Restrepo estuda sozinho no campus da Universidade de São Paulo, depois de as aulas terem sido suspensas devido ao surto do covid-19.
São Paulo, Brasil. 17 de Março. O estudante de doutoramento Sergio Antonio Perea Restrepo estuda sozinho no campus da Universidade de São Paulo, depois de as aulas terem sido suspensas devido ao surto do covid-19. REUTERS/Amanda Perobelli
Londres, Grã-Bretanha. 17 de Março. Um homem senta-se sozinho à porta de um pub da Carnaby Street, ao mesmo tempo que o número de casos de coronavírus aumenta em todo o mundo.
Londres, Grã-Bretanha. 17 de Março. Um homem senta-se sozinho à porta de um pub da Carnaby Street, ao mesmo tempo que o número de casos de coronavírus aumenta em todo o mundo. REUTERS/Henry Nicholls
Ontário, Canadá. 17 de Março. A Praça Nathan Phillips no dia em que a província de Ontário declarou estado de emergência, dado que o número de novos casos de coronavírus continua a crescer em Toronto.
Ontário, Canadá. 17 de Março. A Praça Nathan Phillips no dia em que a província de Ontário declarou estado de emergência, dado que o número de novos casos de coronavírus continua a crescer em Toronto. REUTERS/Carlos Osório
Roma, Itália. 15 de Março. Um homem senta-se sozinho num terraço durante o bloqueio nacional italiano. À distância, não se vê nenhum veículo numa estrada habitualmente bastante movimentada.
Roma, Itália. 15 de Março. Um homem senta-se sozinho num terraço durante o bloqueio nacional italiano. À distância, não se vê nenhum veículo numa estrada habitualmente bastante movimentada. REUTERS/Emily Roe
Banguecoque, Tailândia. 19 de Março. Um homem joga sozinho num centro de jogos praticamente vazio pelo medo causado pelo surto de coronavírus.
Banguecoque, Tailândia. 19 de Março. Um homem joga sozinho num centro de jogos praticamente vazio pelo medo causado pelo surto de coronavírus. REUTERS/Chalinee Thirasupa
Londres, Grã-Bretanha. 19 de Março. Vista geral de uma tranquila linha do Metro de Londres, à medida que a propagação do coronavírus continua.
Londres, Grã-Bretanha. 19 de Março. Vista geral de uma tranquila linha do Metro de Londres, à medida que a propagação do coronavírus continua. REUTERS/Hannah McKay
Dakar, Senegal. 22 de Março. Um crente senta-se sozinho na Catedral de Notre-Dame des Victoires, vazia durante a missa de domingo. As celebrações religiosas foram suspensas devido às preocupações com a propagação do covid-19.
Dakar, Senegal. 22 de Março. Um crente senta-se sozinho na Catedral de Notre-Dame des Victoires, vazia durante a missa de domingo. As celebrações religiosas foram suspensas devido às preocupações com a propagação do covid-19. REUTERS/Sylvain Cherkaoui
Washington, Estados Unidos. 20 de Março. Uma mulher caminha pelas ruas vazias em redor do Public Market no meio do surto do covid-19 em Seattle.
Washington, Estados Unidos. 20 de Março. Uma mulher caminha pelas ruas vazias em redor do Public Market no meio do surto do covid-19 em Seattle. REUTERS/Brian Snyder
Gdansk, Polónia. 22 de Março. Uma mulher caminha sozinha por uma normalmente cheia rua Mariacka, na zona histórica de Gdansk, durante a propagação da doença do coronavírus.
Gdansk, Polónia. 22 de Março. Uma mulher caminha sozinha por uma normalmente cheia rua Mariacka, na zona histórica de Gdansk, durante a propagação da doença do coronavírus. REUTERS/Radu Sigheti
Rio de Janeiro, Brasil. 22 de Março. Vista geral da praia de Copacabana durante o surto de coronavírus na cidade brasileira.
Rio de Janeiro, Brasil. 22 de Março. Vista geral da praia de Copacabana durante o surto de coronavírus na cidade brasileira. REUTERS/Ricardo Moraes
Nicosia, Chipre. 22 de Março. Uma pessoa no telhado de um edifício depois de o Chipre ter registado a sua primeira morte por coronavírus.
Nicosia, Chipre. 22 de Março. Uma pessoa no telhado de um edifício depois de o Chipre ter registado a sua primeira morte por coronavírus. REUTERS/Yiannis Kourtoglou
Roma, Itália. 23 de Março. Uma mulher usa máscara protectora enquanto caminha pelo lado de fora do Castel Sant'Angelo, enquanto a Itália aperta as medidas para tentar conter a propagação do coronavírus.
Roma, Itália. 23 de Março. Uma mulher usa máscara protectora enquanto caminha pelo lado de fora do Castel Sant'Angelo, enquanto a Itália aperta as medidas para tentar conter a propagação do coronavírus. REUTERS/Remo Casilli
Praga, República Checa. 23 de Março. Um homem usa uma máscara facial enquanto olha para o rio, sozinho num parque à medida que a propagação do covid-19 continua na cidade.
Praga, República Checa. 23 de Março. Um homem usa uma máscara facial enquanto olha para o rio, sozinho num parque à medida que a propagação do covid-19 continua na cidade. REUTERS/David W Cerny
Roma, Itália. 15 de Março. O Padre Don Marco celebra a missa de domingo sozinho na Basílica de Santa Maria em Trastevere, numa altura em que as igrejas fecham para os fiéis, para evitar ainda mais a propagação da epidemia.
Roma, Itália. 15 de Março. O Padre Don Marco celebra a missa de domingo sozinho na Basílica de Santa Maria em Trastevere, numa altura em que as igrejas fecham para os fiéis, para evitar ainda mais a propagação da epidemia. REUTERS/Alberto Lingria
Londres, Grã-Bretanha. 23 de Março. Uma mulher senta-se sozinha no Thames Barrier Park, em Silvertown, enquanto a covid-19 se espalha pelo país.
Londres, Grã-Bretanha. 23 de Março. Uma mulher senta-se sozinha no Thames Barrier Park, em Silvertown, enquanto a covid-19 se espalha pelo país. REUTERS/Steven Watt
Washington, Estados Unidos. 15 de Março. Um homem caminha pelo National Mall, numa altura em que museus e a maior parte das áreas públicas estão fechadas ao público como precaução contra a epidemia.
Washington, Estados Unidos. 15 de Março. Um homem caminha pelo National Mall, numa altura em que museus e a maior parte das áreas públicas estão fechadas ao público como precaução contra a epidemia. REUTERS/Carlos Barria
Belgrado, Sérvia. 23 de Março. Um funcionário descansa dentro de um edifício de escritórios durante o recolher obrigatório imposto para prevenir a propagação do coronavírus.
Belgrado, Sérvia. 23 de Março. Um funcionário descansa dentro de um edifício de escritórios durante o recolher obrigatório imposto para prevenir a propagação do coronavírus. REUTERS/Marko Djurica
Mumbai, Índia. 23 de Março. Um funcionário ferroviário conversa ao telefone dentro de um vagão vazio de comboio, depois de os serviços ferroviários terem sido encerrados pelas autoridades para limitar a propagação da doença.
Mumbai, Índia. 23 de Março. Um funcionário ferroviário conversa ao telefone dentro de um vagão vazio de comboio, depois de os serviços ferroviários terem sido encerrados pelas autoridades para limitar a propagação da doença. REUTERS/Francis Mascarenhas
Nova Iorque, Estados Unidos. 23 de Março. Uma pessoa atravessa a 42nd Street com um andarilho, numa Times Square praticamente deserta pelo coronavírus.
Nova Iorque, Estados Unidos. 23 de Março. Uma pessoa atravessa a 42nd Street com um andarilho, numa Times Square praticamente deserta pelo coronavírus. REUTERS/Carlo Allegri
Sydney, Austrália. 24 de Março. Um passageiro solitário usa uma máscara facial enquanto se senta num comboio vazio durante a hora de ponta da manhã, depois de Nova Gales do Sul ter começado a encerrar empresas não essenciais e a avançar para sanções severas, de forma a obrigar ao auto-isolamento, numa altura em a epidemia chega a uma "fase crítica" no país.
Sydney, Austrália. 24 de Março. Um passageiro solitário usa uma máscara facial enquanto se senta num comboio vazio durante a hora de ponta da manhã, depois de Nova Gales do Sul ter começado a encerrar empresas não essenciais e a avançar para sanções severas, de forma a obrigar ao auto-isolamento, numa altura em a epidemia chega a uma "fase crítica" no país. REUTERS/Loren Elliott
Nova Iorque, Estados Unidos. 15 de Março. Um único transeunte percorre uma rua de Manhattan durante o surto da doença do coronavírus.
Nova Iorque, Estados Unidos. 15 de Março. Um único transeunte percorre uma rua de Manhattan durante o surto da doença do coronavírus. REUTERS/Jeenah Moon
Belgrado, Sérvia. 23 de Março. Uma mulher passeia o cão durante o recolher obrigatório imposto para prevenir a propagação do coronavírus.
Belgrado, Sérvia. 23 de Março. Uma mulher passeia o cão durante o recolher obrigatório imposto para prevenir a propagação do coronavírus. REUTERS/Marko Djurica
Sugerir correcção