Fotografa a região do Douro e ganha prémios

Concurso quer ajudar a construir um arquivo fotográfico de “memórias colectivas” do Douro. Inscrições abertas até 31 de Maio.

Foto
Goncalo Dias

Já estão abertas as inscrições para o concurso internacional de fotografia Douro Património Contemporâneo: Memória com Futuro. Destinado a fotógrafos amadores e profissionais, nacionais e estrangeiros, este desafio tem como enfoque a paisagem e o património desta região.

Promovido pelo Museu do Douro e pelo Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP), este concurso quer ajudar a construir um arquivo fotográfico de “memórias colectivas” que vão permitir dar visibilidade à região no presente e no futuro. “O desafio proposto passa por retratar a memória da secular Região Demarcada do Douro, das gentes do Douro Vinhateiro, das suas construções e dos objectos com que fazem vinho”, pode-se ler em comunicado enviado à redacção.

Dá-se preferência a trabalhos que mostrem lugares menos conhecidos e que promovam um “novo olhar” sobre a fotografia. As inscrições para o concurso podem ser realizadas na página oficial do Museu do Douro até 31 de Maio. Cada participante pode submeter uma a três séries fotográficas, com 10 a 15 imagens cada. O regulamento pode ser consultado aqui

Foto
Cartaz oficial do concurso RODOLFO GIL

Há prémios para as três melhores participações: vales de material fotográfico no valor de 1000, 500 e 250 euros, respectivamente. Todas as imagens seleccionadas passam ainda a integrar a base de dados Arquivos Visuais do Museu do Douro e vão ser incluídas numa exposição itinerante, que será inaugurada em Novembro durante o congresso Douro e Porto 2020 - Memória com Futuro, altura em que se vai entregar os prémios. 

A 30 de Junho, os vencedores são informados da decisão do júri, composto por Fernando Seara, director do Museu do Douro, Gilberto Igrejas, presidente do IVDP, Maria Clara Maia, representante da EDP, Bernardino Castro, director do Centro Português de Fotografia, e José Paiva, da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. A 10 de Setembro os resultados são publicados nos sites do Museu do Douro e do IVDP