Arquitectura 2020

Alejandro Aravena: os planos de betão do Pritzker chileno vão nascer frente ao Tejo

Na primeira semana de Fevereiro começam as demolições nos terrenos da EDP para dar lugar ao edifício projectado pelo Prémio Pritzker de 2016.

Alejandro Aravena
Foto
Na primeira semana de Fevereiro começam no Aterro da Boavista as demolições nos terrenos da EDP para dar lugar ao edifício projectado por Alejandro Aravena Nelson Garrido

Com projecto do arquitecto chileno Alejandro Aravena, as obras para a construção do novo edifício do complexo EDP, em Lisboa, vão começar este ano. Conhecido como Boavista II, vai ocupar as traseiras do edifício desenhado pelos irmãos Manuel e Francisco Aires Mateus na Avenida 24 de Julho, cuja capacidade “redentora” da frente reibeirinha foi este mês sublinhada com a atribuição do Prémio Secil. Na primeira semana de Fevereiro começam no Aterro da Boavista as primeiras demolições nos terrenos da EDP para dar lugar ao edifício projectado pelo Prémio Pritzker de 2016.