Fotografias de Sandra Rocha, da galeria Fonseca Macedo, presentes na exposição colectiva de arte contemporânea portuguesa

Canadianos avisam: estamos de olho na arte portuguesa!

Na Art Toronto do Canadá, o ecossistema da arte contemporânea em Portugal esteve em evidência, com galerias, artistas e outros agentes presentes. Os canadianos reconhecem o potencial. Os portugueses querem ir mais longe na sua comunicação.

Numa coisa, portugueses e canadianos estão de acordo. Há em Portugal artistas estimulantes. O panorama que os envolve, ao nível de galerias, instituições ou eventos, é dinâmico. E existe um interesse genérico sobre o país que gera curiosidade. O que falta? É preciso activar e dar a conhecer mais. E não é só o presente. Existe  um passado com potencial para ser comunicado. Dessa forma o futuro poderá ser assegurado. Quem o diz é Mia Mielsen, a curadora e directora da 20º edição da Art Toronto, a mais importante feira de arte canadiana, que decorreu no fim-de-semana e que teve Portugal como país em foco.