Conteúdo comercial

Uma das melhores empresas para trabalhar, agora em Gaia

Depois de Lisboa, Setúbal e Covilhã, a Teleperformance inaugurou em Gaia o primeiro espaço no Norte do país, capaz de acolher 800 colaboradores.

Foto
Cátia Barbosa

A Teleperformance, multinacional francesa especializada em serviços de atendimento ao cliente, foi criada em 1978 e está em Portugal desde 1994. Com presença em mais de 80 países, a equipa global da Teleperformance conta com cerca de 300 mil colaboradores. A partir de Portugal, a empresa trabalha com mais de uma centena de parceiros nacionais e internacionais de diferentes sectores de actividade, prestando serviços em 35 idiomas, do Árabe ao Russo, do Dinamarquês ao Esloveno.

O percurso da empresa tem sido reconhecido através de várias distinções, com especial destaque para a de “Melhor Empresa para Trabalhar em Portugal”, atribuído pela nona vez à empresa pelo Great Place to Work (GPTW) Institute, entidade que a galardoou em 2019 com o prémio “Atracção Jovens Talentos”. O Jornal Expresso e a Caixa Geral de Depósitos reconheceram publicamente o crescimento da empresa em Portugal, considerando-a em 2018 como a empresa que mais cresceu no último triénio.

Para João Cardoso, CEO da Teleperformance Portugal:A evolução é notória. Já investimos 50 milhões de euros em território português e, ao longo dos últimos 15 anos, temos crescido uma média de 33% ao ano, de forma sustentada”. Foram alargando o leque de serviços, revolucionando o sector. “Somos pioneiros na transformação do sector de business services. Há 5 anos - muito pela vontade de apoiar globalmente os nossos parceiros - começámos a alargar a nossa oferta de serviços com base no conceito de business services que engloba o customer experience magement, com a gestão de todos os serviços de back office no relacionamento com o cliente final, e demos também início à área da consultoria”, refere o CEO da Teleformance Portugal. 

“Os nossos colaboradores são campeões do cliente”

Na era da globalização, as empresas que contratam serviços de outsourcing para apoio ao cliente, prezam um atendimento cuidado e personalizado. Sobre as competências dos colaboradores da Teleperformance e formação oferecida pela empresa, João Cardoso não hesita em afirmar: “Os nossos colaboradores são campeões do cliente, e o cliente é o centro da nossa cultura de empresa”.

PÚBLICO -
Cátia Barbosa

Para dar resposta à necessidade de conhecerem cada vez melhor os seus clientes, a Teleperformance integra todos os colaboradores num programa contínuo de formação e promove semanalmente grupos de discussão de optimização. Enquanto CEO em Portugal, João Cardoso pretende continuar a incutir esta cultura empresarial que tem proporcionado o sucesso da empresa. “Para além da formação que proporcionamos a todos os colaboradores da Teleperformance Portugal, temos várias iniciativas internas de valorização do capital humano e que fazem parte do nosso ADN”, afirma. A empresa encoraja a progressão na carreira, incentivando as equipas a assumirem novas responsabilidades e a apostarem no desenvolvimento de novas competências. “O JUMP!, por exemplo, é o nosso programa interno de desenvolvimento, criado para identificar e preparar o grande potencial dos nossos colaboradores para assumirem posições de liderança dentro da empresa. Através deste programa, mais de 80% dos colaboradores da Teleperformance Portugal foram promovidos, conseguiram evoluir na carreira”, explica. 

Com tantos colaboradores, por vezes de proveniências tão distintas, a empresa promove também o equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal. A Teleperformance criou uma espécie de clube para colaboradores e familiares, proporcionando o convívio entre todos através de eventos desportivos, culturais e workshops. 

PÚBLICO -
Cátia Barbosa

4.500m2 com vista para o Douro

O edifício de Gaia, inaugurado em Janeiro de 2018, representa um pólo de atracção para novos parceiros de negócios, nacionais e internacionais, e para novos colaboradores. Estrategicamente localizado, próximo das principais vias de comunicação, o edifício acolhe 800 postos de trabalho. Além disso, na escolha da localização do primeiro pólo da Teleperformance no Norte de Portugal, João Cardoso recorda que “para a decisão final da criação deste novo centro de operação muito contribuiu o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, que caminhou lado a lado com a Teleperformance desde o início do projecto”. “Sabemos também que há muito valor e talento nesta zona e é desse talento que estamos à procura”, conclui.

Sobre o futuro, o CEO nacional espera mudanças que acompanhem a transformação tecnológica que está a acontecer nos mercados e, consequentemente, nas empresas. O tipo de relação com o cliente final tem mudado, as plataformas de contacto online têm trazido algumas alterações à forma como empresas da área da Teleperformance actuam. De acordo com João Cardoso, espera-se um serviço cada vez mais personalizado e multicanal; a ambição é continuar a crescer de forma positiva e sustentada, liderando o sector no que diz respeito à inovação e melhoria contínua.