Grupo de 14 pessoas apresenta queixa-crime contra Maria de Fátima Bonifácio

A procuradoras do Ministério Público aposentadas Dulce Rocha e Aurora Rodrigues, o escritor José Eduardo Agualusa, os jornalistas António Borga, Diana Andringa, os académicos António Pedro Dores e Manuela Ribeiro Sanches são alguns dos queixosos. Maria de Fátima Bonifácio “agiu com conhecimento e vontade” de escrever e publicar afirmações que integram “crime de discriminação e incitamento ao ódio e à violência”, alegam.

Foto
Nuno Ferreira Santos

Catorze profissionais de várias áreas — professores universitários, escritores, juristas, cineastas, entre outros — apresentaram uma queixa-crime à Procuradoria-Geral da República contra a historiadora Maria de Fátima Bonifácio por causa do texto de opinião publicado no PÚBLICO e denunciado por veicular mensagens racistas.