Recusa de visto do Tribunal de Contas deixa pesca em risco

Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) precisa de contratar tripulação para os três navios de investigação. Tribunal de Contas recusou dar visto ao contrato de mais de dois milhões de euros.

Balsa
Foto
O navio "Mar Portugal" é uma das embarcações cientificas do IPMA que precisa de tripulação BLR bruno lisita

O Tribunal de Contas (TdC) recusou o visto ao contrato do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) com a empresa Primemarineship para a contratação de tripulação para os Navios de Investigação (NI) Mar Portugal, Noruega e Diplodus. Em causa está um contrato superior a 2,3 milhões de euros com a duração de três anos, isto é, para o período de 1 de Abril de 2019 a 30 de Março de 2022.