Mónica de Miranda, um "road movie" nas fronteiras de Lisboa

Mónica de Miranda é finalista do Prémio Novos Artistas Fundação EDP. 

Como é que na Lisboa contemporânea há histórias invisíveis e que vivem à margem da cidade? Como é que se relacionam geografia, identidade e cultura, história e arquitectura? É de perguntas como estas que a artista e investigadora Mónica de Miranda parte para trabalhar um road movie que “tinha ficado arrumado na gaveta” e que agora apresenta no MAAT, na exposição do Prémio Novos Artistas Fundação EDP, patente até Outubro deste ano. 

Sugerir correcção