Helena Lopes
Foto
Helena Lopes

Valongo quer ajuda para criar uma app que melhore a vida dos habitantes. Ideias?

Valongo quer criar uma aceleradora para pensar formas (e apps) de melhorar a qualidade de vida de quem lá vive. Há 1500 euros para as seis melhores aplicações móveis.

Facilitar o dia-a-dia dos moradores de Valongo, melhorar a qualidade de vida no concelho e promover o empreendedorismo nos jovens: há uma app que junte isto tudo?

A Câmara Municipal de Valongo, no Porto, tem 1500 euros para as melhores seis ideias de aplicações móveis com um fim social — e que querem ajudar a concretizá-las.

Para isto, criaram uma aceleradora e oferecem a ajuda de “especialistas em várias áreas”, duas horas por semana, durante 13 semanas (de Abril até Julho), no Centro de Cidadania Digital em Valongo. Os candidatos ao Prémio Transforma Ti podem ainda escolher outro caminho (o Flex Path) e desenvolver a app sem frequentarem a maioria das sessões de acompanhamento. O programa é dirigido a “quem tem ideias mas não tem recursos para as desenvolver”. Mas também para quem já tem uma app desenvolvida e quer disponibilizá-la no mercado.

Podem participar no concurso, promovido em parceira com o CDI Portugal, jovens entre os 12 e os 35 anos de idade, residentes ou estudantes no concelho, sozinhos ou em equipas com um máximo de cinco elementos. As inscrições devem ser feitas neste formulário online, até 12 de Abril. Os prémios, diz o comunicado enviado ao P3, serão entregues a 19 de Julho, no final do programa de desenvolvimento da app