EDP e PSP alertam para fraude em email falso. Não acredite em reembolso de 52,56 euros

O e-mail diz que o utilizador é “elegível” para receber um reembolso de 52,56 euros.

Foto
Rui Gaudencio

A EDP está a alertar para o envio de um email “fraudulento de origem desconhecida” em nome da empresa em que se indica ”falsamente” o direito a um reembolso de pouco mais de meia centena de euros.

A PSP também denunciou esta “fraude” na sua página do Facebook. No email que está a ser enviado a consumidores propõe-se indevidamente em nome da EDP – e num português polvilhado de erros –, um reembolso. “Após as últimas cálculos [sic] das suas contas, determinamos que você é elegível para um reembolso de 52,56 euros”, refere o email.

Para poder ter direito ao suposto reembolso, o consumidor é convidado a aceder a um link onde terá que divulgar alguns dados pessoais. Não o faça, avisa a EDP. Na nota publicada na sua página na Internet, a empresa sublinha que não pede, “em qualquer mensagem de correio electrónico, elementos de carácter pessoal e/ou confidencial, como por exemplo dados para novas formas de pagamento ou reembolsos”.

Esta não é a primeira nem a segunda nem a terceira vez que a empresa faz este tipo de alerta. “Uma vez que a EDP é uma empresa líder de mercado, a probabilidade de atingir os seus clientes através destes envios maciços é mais elevada”, explica.

A PSP decidiu partilhar este alerta na sua página do Facebook, que tem já 650 mil seguidores, segundo o porta-voz da instituição, intendente Alexandre Alves Coimbra, para que o aviso possa chegar ao maior número de pessoas com rapidez. “Acaba por ser um moderno conselho de segurança, recorrendo às novas tecnologias”, enfatiza o porta-voz da PSP, frisando que tem sido feito sucessivas vezes com tentativas de fraudes em nome de outras empresas.

A EDP explica na nota que “este tipo de acção maliciosa denomina-se phishing e visa obter, de forma abusiva, dados pessoais através de mensagens que conduzem o utilizador a sites falsos, cópias fiéis daqueles a que acede habitualmente, solicitando a introdução de dados confidenciais”, esclarece.

Estas são situações “completamente alheias à EDP”, acentua ainda a empresa, que lembra que a obtenção de um endereço de email “pode ser feita através da aquisição no mercado de bases de dados de emails”.