Concurso

O espaço aqui tão perto: as melhores fotografias de astronomia de 2018

"Transport the Soul": A fotografia vencedora do concurso. Moab, Utah. Brad Goldpaint
Fotogaleria
"Transport the Soul": A fotografia vencedora do concurso. Moab, Utah. Brad Goldpaint

As imponentes rochas acastanhadas do Utah estão envolvidas num céu púrpura e estrelado. À direita, vê-se a Via Láctea e à esquerda, mais ao longe, a galáxia de Andrómeda. No topo de uma das montanhas, um fotógrafo sozinho à procura do melhor enquadramento. Por mais esforçada que seja a descrição, nada como ver a fotografia do americano Brad Goldpaint, considerada a melhor fotografia do espaço em 2018 pelo Observatório Real de Greenwich.

“Para mim esta soberba imagem é emblemática de tudo o que significa ser astrofotógrafo: o equilíbrio entre a luz e a escuridão, as texturas e tons contrastantes da terra e do céu e o fotógrafo sozinho sobre a montanha”, disse à BBC Will Gater, um dos júris, sobre a fotografia tirada em Moab, cidade daquele estado norte-americano.

Ao todo, a competição de fotografia, que tem o apoio da empresa Insight Investment e da revista da BBC Sky at Night, recebeu este ano, na sua décima edição, mais de 4200 submissões de fotógrafos de astronomia amadores e profissionais de 91 países. A foto vencedora, intitulada Transport the Soul (transportar a alma, em tradução livre), valeu 13 mil dólares (perto de 11 mil euros) ao autor. Os restantes dez vencedores de outras categorias receberam cada um 1950 dólares (cerca de 1700 euros). Todas estas imagens, bem como algumas das distinguidas em edições passadas, podem ser vistas em exposição no Museu Marítimo Nacional, em Londres, até 5 de Maio de 2019.

Independentemente do prémio monetário, fica a garantia que todas as fotografias são de cortar a respiração. Para comprovar, basta percorrer a fotogaleria e mergulhar nesta odisseia pelo espaço.

"Mysterious Galaxy": Vencedora da categoria Galáxias. Victoria, Austrália.
"Mysterious Galaxy": Vencedora da categoria Galáxias. Victoria, Austrália. Steven Mohr
"The Grace of Venus": Vencedora da categoria Planetas, Cometas e Asteróides. Hertfordshire, Reino Unido.
"The Grace of Venus": Vencedora da categoria Planetas, Cometas e Asteróides. Hertfordshire, Reino Unido. Martin Lewis
"Sun King, Little King, and God of War": Vencedora da categoria Nosso Sol. Unity, Oregon, EUA.
"Sun King, Little King, and God of War": Vencedora da categoria Nosso Sol. Unity, Oregon, EUA. Nicolas Lefaudeux
"Corona Australis Dust Complex": Vencedora da categoria Estrelas e Nebulosas. Namíbia.
"Corona Australis Dust Complex": Vencedora da categoria Estrelas e Nebulosas. Namíbia. Mario Cogo
"Great Autumn Morning": Vencedora da categoria destinada a jovens fotógrafos. Fabian tem 15 anos e tirou a fotografia nas Montanhas Dolomitas, em Itália.
"Great Autumn Morning": Vencedora da categoria destinada a jovens fotógrafos. Fabian tem 15 anos e tirou a fotografia nas Montanhas Dolomitas, em Itália. Fabian Dalpiaz
"Circumpolar": Vencedora da categoria Skyscapes. Hungria.
"Circumpolar": Vencedora da categoria Skyscapes. Hungria. Ferenc Szémár
"Inverted Colours of the boundary between Mare Serenitatis and Mare Tranquilitatis": Vencedora da categoria Nossa Lua. Barcelona, Espanha.
"Inverted Colours of the boundary between Mare Serenitatis and Mare Tranquilitatis": Vencedora da categoria Nossa Lua. Barcelona, Espanha. Jordi Delpeix Borrell
"Two Comets with the Pleiades": Vencedora da categoria Robotic Scope. Novo México.
"Two Comets with the Pleiades": Vencedora da categoria Robotic Scope. Novo México. Damian Peach
Galaxy Curtain Call Performance: venceu o Prémio Revelação (Best Newcomer). Foi tirada em Ming'antu, China.
Galaxy Curtain Call Performance: venceu o Prémio Revelação (Best Newcomer). Foi tirada em Ming'antu, China. Tianhong Li
Speeding on the Aurora Lane: vencedor na categoria   Aurora. Foi tirada na Finlândia.
Speeding on the Aurora Lane: vencedor na categoria Aurora. Foi tirada na Finlândia. Nicolas Lefaudeu
Sugerir correcção