Conteúdo Patrocinado

Sector da água: qual o futuro?

O futuro da inovação no sector da água é o tema do encontro “O Caminho da Inovação’18 – Expo & Networking”, que acontece esta quarta-feira, dia 26 de Setembro.

Foto
D.R.

A Fábrica da Água, em Alcântara, volta a receber, esta quarta-feira, mais um encontro organizado pela Águas do Tejo Atlântico, do Grupo Águas de Portugal, com o mote “O Caminho da Inovação’18 – Expo & Networking”. A dar nota da importância da inovação para a empresa, António Frazão, presidente do Conselho de Administração da Águas do Tejo Atlântico, em declarações a propósito do evento, assumiu que “a estratégia da empresa está assente na inovação. Entre os vários objectivos para a próxima década, contamos dedicar 1,5% do orçamento à inovação e criar um Centro de Inovação”.

O evento, que pretende promover as relações entre a comunidade científica e os grupos empresariais que se dedicam à Inovação & Desenvolvimento no sector da água e saneamento para debater os temas mais desafiantes neste contexto, vai juntar especialistas nacionais e internacionais.

O primeiro painel é preenchido por debates e apresentações, e conta com a presença de João Matos Fernandes, Ministro do Ambiente; Duarte Cordeiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa com o pelouro da economia e inovação; António Frazão; e Ricardo Mendes, CEO da Tekever, keynote speaker deste primeiro momento. 

Seguem-se as conferências sobre a “Reutilização, Alterações Climáticas e Água”, pela consultora da Suez, Valentina Lazarova, e sobre a “Utilização de Água Reciclada na Cidade de Lisboa”, por Alexandra Henriques, da Câmara Municipal de Lisboa.

Em paralelo decorrerá a sessão dedicada ao tema “LIFE Impetus – Controlo de Compostos Farmacêuticos em ETAR”, com participação da coordenadora do projecto Maria João Rosa, do Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

PÚBLICO -

Os trabalhos da parte da tarde começam com o debate “Inovação - O empreendedorismo e o papel das startup na Inovação”, que será moderado por João Nuno Mendes, presidente do Conselho de Administração das Águas de Portugal. A completar o painel estão nomes como João Borga, presidente da Startup Portugal, Miguel Pinto Luz, vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais e Ricardo Bessa, do INESC TEC.

Ao mesmo tempo decorrerá uma sessão sobre o papel das Fábricas da Água no futuro do tratamento das águas residuais que será moderada por Pedro Póvoa, da Águas do Tejo Atlântico, e terá como conferencistas Frank Rogalla, director de inovação e tecnologia da FCC Aqualia, e Pedro Godinho Matos, coordenador do projecto IntegGrid.

O programa termina com uma sessão dedicada aos desafios da inovação no sector neste ano de 2018, com o testemunho de Rita Lourinho Alves, responsável de Investigação e Desenvolvimento da Águas Tejo Atlântico, que inclui a entrega de prémios aos projectos apresentados ao concurso “Desafio da Inovação” de 2018 e 2019, que se destacaram pelo carácter inovador e de valor de futuro.

A par do programa oficial, há ainda outra atracção a não perder. Neste dia dedicado ao futuro do sector da água e saneamento, está patente a exposição de projectos e iniciativas de mais de 40 entidades, públicas e empresariais, que têm colocado Portugal na linha da frente da investigação e desenvolvimento no sector da água e dos tratamentos residuais.

Para fechar, haverá a oportunidade de networking entre os participantes no evento e os representantes de cada um dos projectos em vários momentos ao longo do dia.