Incêndios

Deputado do PSD critica silêncio de Marcelo sobre ajudas a Mação

Duarte Marques acusa Governo de discriminar o concelho que "mais ardeu" em 2017.
Foto
Daniel Rocha

Duarte Marques, deputado do PSD eleito por Santarém, acusa o Governo de violar a lei que contempla ajudas às populações das áreas ardidas em Mação em 2017 e deixa uma crítica implícita ao Presidente da República por estar em “silêncio” sobre o assunto.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Num artigo de opinião publicado no site do Expresso, o deputado social-democrata critica o Governo por ainda não ter fornecido qualquer ajuda às populações do concelho de Mação atingidas pelos incêndios de 2017, ao contrário do que aconteceu com outras zonas do país como Pedrógão Grande. 

Segundo Duarte Marques, o Governo está a violar a lei já que um diploma da Assembleia da República – que foi consensual – alargou para esse concelho do distrito de Santarém os apoios a serem concedidos pelo Estado aos que tiveram prejuízos por causa dos incêndios.

“O Governo viola esta lei, perante o silêncio do senhor Presidente da República que já demasiadas vezes foi alertado para isso, mas viola um princípio fundamental da nossa Constituição: o princípio da igualdade”, escreveu o deputado, lembrando que Mação foi o concelho “que mais ardeu [em 2017] – 28 mil hectares, mas em que "felizmente não morreu ninguém." 

Depois de enumerar os vários apoios a que os residentes teriam direito por lei mas que não receberam, o deputado e antigo líder da JSD deixou um apelo a Marcelo Rebelo de Sousa “para que coloque um fim a esta tremenda e indecente injustiça para com os cidadãos deste concelho”.