Sporting vê escapar 115 milhões com rescisões de cinco jogadores

Depois de Rui Patrício e Daniel Podence, foram William Carvalho, Gelson Martins, Bruno Fernandes e Bas Dost a avançar.

A cláusula de rescisão prevista no contrato de Bruno Fernandes era de 100 milhões
Foto
A cláusula de rescisão prevista no contrato de Bruno Fernandes era de 100 milhões LUSA/HUGO DELGADO

O prejuízo que o Sporting vai sofrer com a saída dos jogadores que decidiram avançar com a rescisão por justa causa não é apenas desportivo, é também financeiro. A saída de elementos importantes do plantel (até ao momento entregaram a carta de rescisão Rui Patrício, Daniel Podence, William Carvalho, Gelson Martins, Bruno Fernandes e Bas Dost) representa um golpe nas contas do emblema “leonino”, que vê sair alguns dos principais activos e não ganha nada com isso.

Segundo os dados do Transfermarkt, são praticamente 115 milhões que o Sporting deixa escapar. O futebolista com valor de mercado mais elevado é Gelson Martins, avaliado por este portal especializado em 30 milhões de euros. O valor de mercado de William Carvalho cifra-se em 25 milhões, com Bruno Fernandes avaliado em 20 milhões. Rui Patrício está valorizado em 16 milhões e a cotação de Daniel Podence ronda os 4,5 milhões. Tudo somado, são 95,5 milhões de euros. Mas a este montante é preciso ainda juntar os 19 milhões do primeiro jogador estrangeiro que enviou o pedido de rescisão com justa causa - Bas Dost. Ao todo não entram nos cofres de Alvalade praticamente 115 milhões de euros, porque estes jogadores passam a ser livres de assinar por qualquer outro clube.

Quatro deles encontram-se ao serviço da selecção portuguesa e preparam-se para disputar o Mundial: Rui Patrício, William Carvalho, Bruno Fernandes e Gelson Martins vão estar na “montra” na Rússia.

À excepção de Bruno Fernandes e de Bas Dost, o lote de cinco jogadores que avançou para a rescisão por justa causa tem uma longa ligação ao Sporting. Rui Patrício, William Carvalho, Daniel Podence e Gelson Martins fizeram toda ou parte da formação futebolística no emblema “leonino”.

Contratado há um ano à Sampdoria por 9,7 milhões de euros, Bruno Fernandes tinha assinado contrato até 2022 e estava “blindado” por uma cláusula de rescisão no valor de 100 milhões de euros. Gelson Martins renovara a ligação ao Sporting em Fevereiro de 2017, comprometendo-se até 2022 com uma cláusula de 60 milhões. Um ano antes tinha sido William Carvalho a assinar novo vínculo, válido até 2020 e com 45 milhões previstos na cláusula de rescisão. Já Bas Dost tinha contrato com os "leões" até 2020 e uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.