Torne-se perito

Foi o risco financeiro que levou Santa Casa a suspender as apostas

A hipótese de manipulação de resultado desportivo não parece ter estado na base da decisão.

As apostas num evento do Placard foram suspensas
Foto
As apostas num evento do Placard foram suspensas bruno lisita

Na origem da suspensão das apostas no jogo entre o Feirense e o Rio Ave, relativo à 20.ª jornada da I Liga de futebol, terá estado um conjunto de apostas no valor de 50 mil euros por parte de um apostador que terá utilizado o mesmo Número de Identificação Fiscal (NIF), segundo as informações recolhidas pelo PÚBLICO.

Perante o elevado volume atípico de apostas para esta partida, a situação levantou suspeitas e levou o Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia (DJSCML) a actuar, suspendendo a aceitação das apostas às 15h30 de segunda-feira, cinco horas e meia antes do início do jogo.

Como o volume de apostas já envolvia risco financeiro, o Departamento de Jogos avançou com a suspensão, que está prevista no regulamento do Placard nas situações em que “os prémios a pagar se tornem superiores aos montantes totais apostados para a totalidade dos prognósticos referentes àquele tipo de aposta” (artigo 19.º, alínea 8 do regulamento do jogo).

Esta foi a primeira vez que o Departamento de Jogos suspendeu apostas do jogo Placard relativas a jogos de futebol da I Liga. Mas a imposição de restrições à aceitação de apostas já terá sido accionado em relação a outros jogos, que não da I Liga (além de futebol, o Placard também abrange ténis e basquetebol).

Questionada sobre a suspensão da aceitação de apostas relativamente ao mesmo jogo, a empresa de apostas online Betclic não respondeu em tempo útil.

No Placard, os apostadores podem fazer apostas simples, combinadas e múltiplas sobre prognósticos de cada jogo (apostando no resultado no fim do jogo, ao intervalo, no número total de golos ou na vantagem ou desvantagem de golos entre as equipas).

Segundo as regras da Santa Casa, a cada prognóstico corresponde uma cota que, ao ser multiplicada pelo valor da aposta, determina os ganhos possíveis, sendo o prémio atribuído em função do tipo de aposta. O valor máximo que se pode ganhar é de 100 mil euros.

Nas apostas simples, o valor mínimo que se pode jogar por bilhete é um euro (e o máximo 800 euros); nas combinadas, o mínimo é o mesmo (mas o máximo fixa-se nos 100 euros); já no caso das apostas múltiplas, o mínimo é de três euros (podendo apostar-se no máximo mil euros).