Rui Dias Monteiro é o Prémio BF16 da Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira

Terra Morta é a obra distinguida.

Fotogaleria
Celestina e João, 2015 Rui Dias Monteiro
Fotogaleria
Sem título, 2015 Rui Dias Monteiro
Fotogaleria
Vista da instalação na exposição Prémio BF16 Rui Dias Monteiro

O fotógrafo Rui Dias Monteiro recebeu o primeiro Prémio BF16, novidade da 13.ª edição da Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira e uma distinção que lhe valerá um prémio pecuniário de cinco mil euros. O nome foi anunciado na noite de sexta-feira.

Autor da premiada Terra Morta, díptico que integra uma instalação de poesia e fotografia e se foca em imagens da sua família e terra natal, na Beira Baixa, Rui Dias Monteiro nasceu em 1987 em Castelo Branco e trabalha em Lisboa. Estudou no Ar.Co e na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.

Anunciado no Celeiro da Patriarcal, em Vila Franca, onde se encontram expostas as obras dos nove finalistas até 22 de Janeiro, o prémio foi resultado das escolhas de um júri de premiação e do conselho de curadores da bienal de fotografia. Sandra Vieira Jürgens, o crítico do PÚBLICO Nuno Crespo, a directora-geral das Artes Paula Varanda, Pedro Rodrigues e Fátima Faria Roque compuseram o júri de premiação; do conselho de curadores do evento fazem parte Filipa Valladares, Emília Tavares, Pedro Alfacinha e Sérgio B. Gomes, jornalista do PÚBLICO.

O prémio é atribuído pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. Os nove finalistas foram escolhidos de um total de 93 candidaturas. O programa curatorial desta edição é da responsabilidade de David Santos, historiador de arte e ex-director do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado e do Museu do Neo-Realismo, e actual subdirector-geral das Artes, que o consagrou ao tema Arquivo e Observação. Fundada em 1989, a Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira é um dos mais antigos festivais de fotografia portugueses e nesta edição ocupou 15 espaços da cidade com trabalhos de 30 artistas, entre os quais cinco encomendas de olhares artísticos sobre Vila Franca.

Entre os convidados desta edição estão Daniel Blaufuks, José Maçãs de Carvalho, José Pedro Cortes, Patrícia Almeida, João Tabarra, Nuno Cera, Pauliana Valente Pimentel ou João Onofre, Rui Calçada Bastos, Luísa Baeta e João Paulo Feliciano, além de Von Calhau! ou Salomé Lamas.