Exposição

A guerra civil espanhola fotografada por arqueólogo português

Fotogaleria

O arqueólogo Rui Gomes Coelho abre, através da fotografia, uma janela sobre os vestígios da Guerra Civil espanhola em Belchite (Saragoça, Espanha). Em Setembro de 2015, Rui retratou os arqueólogos e seu o trabalho no local. "Esta escavação representa um tipo de arqueologia pouco comum. Ao contrário da arqueologia mais tradicional, em que quanto mais antigo melhor, o tipo de arqueologia que fazemos mostra que o trabalho dos arqueólogos é importante para revelar aspectos obscurecidos do passado recente e da atualidade", comunicou ao P3. Acredita que a arqueologia e a fotografia podem complementar-se na construção de uma visão crítica sobre a História e a contemporaneidade. "Esta série de imagens é um olhar sobre como a arqueologia é um instrumento importante na construção da sociedade espanhola contemporânea." Rui é arqueólogo e doutorando da Binghamton University (EUA), mas também é fotógrafo. Ganhou em 2013 um prémio numa das categorias do primeiro Concurso de Fotografia da Associação dos Arqueólogos Portugueses e participou na mostra colectiva "Practicing Our Craft: Archeologists As Artists", em 2014. A exposição "Retratos para depois de uma guerra" estará em exposição no Museu Arqueológico do Carmo, em Lisboa, entre o dia 10 de Dezembro de 2015 e 9 de Janeiro de 2016. Mais fotografias da escavação podem ser vistas na conta de instagram do autor.