Fotografia

Os Mari são a última sociedade pagã da Europa

©Raffaele Petralla|Prospekt
Fotogaleria
©Raffaele Petralla|Prospekt

Existe um local remoto na Rússia, a 800 quilómetros a leste de Moscovo, onde reside uma comunidade que mantém as mesmas crenças e rituais religiosos que há mil anos já se praticavam na região. A sua fé resistiu à intolerância otomana face ao politeísmo, ao ateísmo forçado do regime comunista soviético e aos tentáculos do cristianismo ortodoxo que actualmente vigora na Rússia. Os Mari que vivem na capital da República de Mari El são sobretudo cristãos ortodoxos, mas nas aldeias circundantes a práctica da religião nativa Mari impera. O fotógrafo italiano Raffaele Petralla visitou essas aldeias e compreendeu os princípios-base da religião que praticam e contou tudo ao P3 em entrevista. "Encontrei pessoas muito simpáticas e gentis. Para eles, a natureza está ligada ao mundo espiritual. Não é como dizer Deus está ali e nós aqui, mas sim tudo é mágico e tudo está interligado." Têm raíz finlandesa, língua e alfabeto próprios, rezam aos deuses da terra, do ar, da água e do fogo, fazem sacrifícios animais e são tão temidos quanto respeitados pelos restantes russos pelos seus poderes 'mágicos'. O fotógrafo é o mais recente membro da agência Prospekt e já viu o seu trabalho publicado na CNN e na National Geographic. Ana Marques Maia

©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt
©Raffaele Petralla|Prospekt