TVI conta com José Alberto Carvalho para todos os cenários

Administradora delegada admite mudanças e reforço na informação, mas garante que elas serão sempre feitas envolvendo o actual director. José Alberto Carvalho poderá deixar a direcção de informação e ocupar outro cargo na estrutura da empresa.

Foto
José Alberto Carvalho pode estar de saída da direcção da TVI Daniel Rocha

Rosa Cullell, administradora delegada da TVI, afirmou nesta sexta-feira ao PÚBLICO que qualquer alteração que possa ser feita na estrutura directiva da informação da estação "passará sempre por José Alberto Carvalho", o actual director.

A administradora recusou-se a fazer qualquer comentário a notícias vindas a público sobre a eventual saída de José Alberto Carvalho da direcção da TVI, assegurando que “qualquer discussão” sobre o assunto passa pelo actual director.

“Tudo será feito com ele. Sendo protagonista das edições, ele será sempre parte da discussão de qualquer mudança”, garantiu Cullell.

 A administradora afirmou mesmo que está previsto "um reforço da estrutura informativa, não apenas na TVI, mas também na TVI24".

O PÚBLICO contactou também Miguel Pais do Amaral, presidente não executivo da Media Capital, a dona da TVI, que afirmou que ainda não teve tempo “para saber o que se passa”. “Sei mais ou menos quais são [as mudanças]. Estou em Inglaterra e qualquer decisão será da administradora delegada, Rosa Cullell".

Segundo o PÚBLICO apurou, Sérgio Figueiredo, antigo director do Jornal de Negócios e do Diário Económico e actualmente a trabalhar na Fundação EDP, foi contacto pela TVI para assumir o cargo de director de informação da estação, não sendo ainda garantido nesta sexta-feira que tenha aceitado o convite.

O ainda director, José Alberto Carvalho, actualmente de férias, esteve sempre informado das diligências da administração e se sair da direcção irá ocupar um cargo de responsabilidade na área de informação, podendo manter a apresentação do Jornal das 8, o principal espaço de informação do canal.

Caso José Alberto Carvalho deixe de ser director, a restante direcção, como sempre acontece, sairá com ele, cabendo ao novo director e à administração escolher a sua equipa dirigente. Judite de Sousa, Mário Moura, Maria José Nunes e Luís Sobral formam a actual direcção de informação, liderada por José Alberto Carvalho.

Caso a direcção abdique, sai a equipa que colocou a TVI durante 33 meses consecutivos a ganhar o Jornal da Uma e das 20h, o que nunca tinha acontecido na estação.

O PÚBLICO tentou, sem êxito, falar com José Alberto Carvalho e Sérgio Figueiredo.

Nos últimos meses a redacção da TVI tem vivido alguns momentos agitados, com alguns  jornalistas a contestarem os baixos salários que dizem receber. José Alberto Carvalho teve também um incidente recente com o Conselho de Redacção por se ter referido a alegadas “baixas médicas” de alguns jornalistas, o que não agradou aos conselheiros. A acta da reunião foi tornada pública em alguns órgãos de comunicação social, o que irritou o director.

Também nesta sexta-feira foram apresentados resultados financeiros, com o lucro da Media Capital a subir 33% entre Janeiro e Setembro, face a igual período do ano passado, para 7,3 milhões de euros.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Media Capital adianta que o total de rendimentos operacionais caiu 1% para 128,3 milhões de euros, "não obstante a melhoria observada na publicidade".

No terceiro trimestre do ano, os rendimentos operacionais consolidados recuaram 7%, "com a publicidade a subir 9%".

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) subiu 5% para 23,7 milhões de euros, com uma margem de 18,5%.