Ébola: perguntas e respostas

REUTERS

Como posso ser infectado?
A infecção resulta do contacto directo com líquidos orgânicos dos doentes, como sangue, suor, saliva, urina, fezes, sémen, fluidos vaginais, órgãos e outros fluidos ou contacto com objectos contaminados. Deve também evitar-se o contacto com alguns animais selvagens como macacos, roedores e morcegos e o consumo de carne crua. É recomendada a lavagem frequente das mãos com produtos como gel desinfectante.

Como não posso ser infectado?
Ar, água e picadas de insectos que tenham picado anteriormente pessoas doentes.

Corro riscos por contactar com alguém que tenha tido ébola?
A transmissão da doença por via sexual pode ocorrer até sete semanas depois da recuperação clínica.

Quanto tempo demora a doença a manifestar-se?
Podem passar 21 dias até surgirem os primeiros sintomas.

Quais os principais sintomas e quando surgem?
Os primeiros sintomas podem ser semelhantes aos de uma constipação e podem surgir nos primeiros dias, ainda que o mais comum é que se manifestem entre o 7.º e o 9.º dia, destacando-se a febre, cansaço, dores de cabeça, dores musculares e dores articulares. Entre o 10.º e o 11.º dia, o doente costuma sentir um cansaço extremo, podendo também surgir dores no estômago, vómitos, erupções na pele e hematomas, diarreia e hemorragias intestinais, hemorragias pelo nariz, boca e olhos e alucinações. Numa terceira fase, entre o 12.º e 13.º dia, a doença evolui para hemorragias internas, falência hepática e renal, convulsões e perda de consciência.

Quando devo procurar um médico?
Assim que sinta febre, vómitos, dores musculares ou de cabeça fortes depois de ter estado num país afectado pela doença ou com alguém que estava doente.

Devo dirigir-me directamente para um hospital?
Não. Deve contactar sempre primeiro a Linha Saúde 24 (808 24 24 24) e referir os locais onde esteve nos últimos 21 dias para que seja encaminhado para um dos hospitais de referência para os casos suspeitos (Dona Estefânia e Curry Cabral, em Lisboa, e São João, no Porto). No hospital deve evitar o contacto com as outras pessoas, cobrir a boca e avisar logo à entrada que poderá estar infectado para ser encaminhado para a zona apropriada. Se os sintomas surgirem ainda durante o voo de regresso deve informar de imediato a tripulação.

Há tratamento para o ébola?
Não há vacina e os tratamentos disponíveis são apenas experimentais, pelo que o principal objectivo é controlar alguns sintomas como a febre a desidratação dos infectados. Estão também a ser testados soros com os anticorpos gerados por quem sobreviveu ao vírus.

Fontes: Direcção-Geral da Saúde, Organização Mundial da Saúde, Centro de Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças

Sugerir correcção