Street Art

Donk, o novo "brinquedo" das ruas de Londres

Fotogaleria

Donk é o novo papel de parede — "frágil e vulnerável" como deve ser a street art — das ruas e becos de Londres. Donk, uma coisa imaginária, sem idade e sem género, é como a cola que Donk usa nos seus posters de estilo anacrónico e processos contraditórios. "Brincar é a palavra chave do meu trabalho. Por isso gosto de não ficar confinado à definição de fotógrafo e de poder esbater as linhas entre a fotografia e outras áreas como a pintura, a impressão, a instalação e a street-art", explicou ao P3 Donk, que é o parque infantil ("a caixa de areia criativa") do seu anónimo criador que tem a circular nas concorridas paredes de Londres um imponente cavalo branco (Hackney Carriage), uma rapariga de cocar (B. Brave) e o maior boombox do quarteirão (SBBS). O alter-ego, diz o próprio, existe por diversas razões: por uma questão de liberdade, de tradição e porque "um pouco de mistério e de enigma cai bem numa época em que tudo é tão rotulado e prescrito". Nas ruas (ou no Instagram), Donk brinca com noções de identidade, comunica "algo com alma e autenticidade". "Brinco com as emoções sem cair em sentimentalismos ou sem levar as coisas muito a sério".