Escultura

Sérgio Carronha, da natureza para a galeria

Fotogaleria

Sérgio Carronha (1984, Cascais) inaugurou a segunda temporada da programação do Espaço Arte Tranquilidade (curadoria a cargo de Maria do Mar Fazenda) com a exposição "Apanha uma pedra. Atribui-lhe valor". "Sugere, em primeiro plano, aquilo que o artista deseja ver devolvido da sua experiência enquanto caminhante solitário na natureza", pode ler-se na apresentação do conjunto de peças, criadas a partir de lugares "mágicos, ancestrais e renovadores". "A sua prática artística está intrinsecamente relacionada com a experiência sensorial do caminhar na serra. Poder-se-á mesmo definir como uma relação vital, pré-estética". Na natureza, Sérgio encontra "algo que lhe é superior, sente um arrebatamento poético". O Espaço Arte Tranquilidade tem já agendadas exposições com Gwendolyn van der Velden (5 de Dezembro), Rui Dias Monteiro (20 de Fevereiro) e Andrea Brandão (15 de Maio).