Treinador do Rio Ave quer “fazer o que ainda não foi feito” frente ao Benfica

Os vila-condenses visitam o Estádio da Luz no sábado, para "discutir o resultado" com o líder do campeonato.

Foto
Nuno Espírito Santo, treinador do Rio Ave Foto: Fábio Poço/nFactos

“Um jogo com o Benfica é sempre caracterizado pela motivação. Tentaremos ir a jogo acreditando que estamos capacitados para isso. E vamos tentar fazer o que ainda não foi feito esta época: vencer o Benfica. É o nosso principal objectivo”, disse Nuno Espírito Santo, na antevisão da visita à equipa lisboeta.

Ainda assim, o técnico da formação vila-condense reconheceu que o facto de o Benfica não poder vacilar na luta pelo título trará dificuldades acrescidas ao Rio Ave.

“Jogar no Estádio da Luz com o Benfica é sempre difícil. E, provavelmente, à hora do jogo o nosso adversário já saberá o resultado de uma luta que não é nossa. Teremos que, durante o desafio, ir colocando questões ao adversário que nos permitam discutir o resultado”, antecipou.

Confrontado com os bons resultados que, esta temporada, o Rio Ave conseguiu averbar frente aos ‘grandes’ - duas vitórias sobre o Sporting e um empate com o FC Porto -, Nuno Espírito Santo pretende dar sequência a essa série positiva, e, por outro lado, terminar um ciclo de cinco jogos consecutivos sem vencer.

“No nosso percurso no campeonato, frente a equipas que estão noutras lutas, conseguimos, tanto em casa como fora, conquistar pontos. Contra o Benfica não foi assim, e tentaremos agora ir a jogo e conseguir um bom resultado”, garantiu.

O treinador do Rio Ave lembrou, ainda, que nesta deslocação à Luz está ainda em jogo, para a sua equipa, uma qualificação para as competições europeias: “Depois de termos atingido a barreira dos 30 pontos, queremos tentar garantir um lugar que durante dois terços do campeonato foi nosso”.

Para esta partida com o Benfica, o treinador não vai poder contar com os médios Filipe Augusto e André Vilas Boas, ambos castigados, nem com os lesionados André Dias, Pateiro e Jeferson.

Sugerir correcção
Comentar