DGArtes anuncia apoios directos de 2,8 milhões de euros, excepto para o teatro

Foto
dr

Os resultados dos concursos Anual, Bienal e Quadrienal 2013-16 dizem apenas respeito às áreas da arquitectura, fotografia, “design”, artes digitais e artes plásticas, cruzamentos disciplinares, dança e música.“Os resultados referentes à área de teatro encontram-se em fase final de processamento, no seguimento do trabalho de avaliação já concluído pela Comissão de Apreciação”, lê-se na página da DGArtes, na Internet, não sendo apontadas datas para a divulgação dos resultados.
Os apoios agora publicados são provisórios e surgem sob a forma de
“proposta de decisão”, que carece de homologação, devendo vir a ser “atribuídos a um número de 59 entidades”, das quais dez são das áreas da arquitectura, quatro das artes plásticas, outras quatro da fotografia, seis de “cruzamentos disciplinares”, 17 da área da dança e 26 da área da Música.Ainda de acordo com os dados da DGArtes, das 59 candidaturas seleccionadas nas diferentes áreas, sete são anuais, com apoios a atribuir em 2013, 24 são bienais (2013-14) e 28 quadrienais (2013-2016).
As candidaturas nas áreas da arquitectura e das artes plásticas mobilizam um total de 400 mil euros, verba igual à destinada aos seis projectos de “cruzamentos disciplinares”. Os 17 projectos da dança deverão vir a repartir, entre si, um milhão de euros, igual montante ao que está destinado aos 26 projectos propostos para a área da música.
 
 
 

Sugerir correcção
Comentar