Torne-se perito

João Fernandes vai mudar-se para o Museu Rainha Sofia depois do Verão

Foto
Saída acontece 16 anos depois

Director do Museu de Serralves vai substituir a actual subdirectora, a australiana Lynne Cooke

O director artístico do Museu de Arte Contemporânea de Serralves (MACS), João Fernandes, vai ser o novo subdirector do Museu Nacional Centro de Arte Rainha Sofia, em Madrid, substituindo no cargo a australiana Lynne Cooke.

A notícia foi ontem difundida pela edição online do jornal El País e confirmada pelo PÚBLICO junto da fundação portuense, cujos responsáveis não quiseram fazer declarações sobre o tema. Também não foi possível ouvir João Fernandes.

Segundo a notícia do El País, João Fernandes, nascido em Bragança em 1964, vai mudar-se para o museu madrileno depois do Verão. O jornal espanhol acrescenta que Lynne Cooke, que durante os últimos quatro anos foi adjunta do director Manuel Borja-Villel, continuará vinculada ao Rainha Sofia para a concretização das exposições que estão já agendadas, entre as quais a grande retrospectiva dedicada à escultora basca Cristina Iglesias, no próximo ano.

A "transferência" de João Fernandes para número dois do importante museu de Madrid significa, de certo modo, um percurso inverso ao realizado pelo espanhol Vicente Todolí, que, em 1996, deixou o Instituto Valenciano de Arte Moderna para vir dirigir o MACS, no Porto. Nessa altura, o curador valenciano convidou João Fernandes para seu adjunto, lugar que este manteve até ao início de 2003, quando Todolí foi convidado a dirigir a Tate Modern, em Londres.

Fernandes assumiu então a direcção do Museu de Serralves, onde continuou também a afirmar um percurso de comissário e de programador cada vez mais em ligação com as grandes instituições de arte de todo o mundo. O El País lembrava, a propósito, que Fernandes colaborou, nos últimos anos, por diversas vezes, com o Museu Rainha Sofia, citando o exemplo da exposição Locus Solus. Impresiones de Raymond Roussel. Inaugurada a 26 de Outubro passado, e ainda visitável em Madrid até 27 de Fevereiro, esta exposição foi comissariada pelo director do Museu Rainha Sofia em parceria com João Fernandes e com François Piron.