Empresário oferece 3,5 euros por acção

Berardo diz que lançou OPA "para ajudar" o Benfica

Berardo garante que a Benfica SAD foi informada sobre a OPA
Foto
Berardo garante que a Benfica SAD foi informada sobre a OPA PÚBLICO (arq.)

O empresário Joe Berardo disse hoje que lançou uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a maioria do capital da Benfica SAD para "ajudar o clube", cujas acções "estavam já a cair para quase metade".

O empresário referia-se à desvalorização registada pelas acções da Benfica SAD, desde que foram admitidas à cotação na bolsa portuguesa, a 21 de Maio, com o valor nominal de cinco euros.

"Entendi ser uma boa oportunidade para ajudar o Benfica, que é o meu clube do coração", afirmou Joe Berardo, em declarações à Lusa, garantindo que a administração da Benfica SAD foi informada do lançamento da OPA, pelo que se trata de uma operação amigável.

Mas esta versão é contrária à manifestada ao início da tarde por António Cunha Vaz. Este membro do Conselho de Administração da SAD encarnada disse à Lusa que os dirigentes benfiquistas ficaram surpreendidos com o anúncio de Berardo, mas considerou-a "natural", por se tratar de uma SAD cotada em Bolsa. "Como se trata de uma operação que incide sobre as acções de categoria B, consideramos de se trata de um acto de reconhecimento da qualidade da actual gestão", sublinhou António Cunha Vaz.

Berardo afirmou, também, que está satisfeito com a actual direcção da SAD. "Acredito no trabalho de Luís Filipe Vieira [presidente do Benfica], que tem trabalhado como um escravo", afirmou, garantindo que não tem qualquer interesse em cargos de direcção no clube.

Joe Berardo, através da "holding" Metalgest, oferece 3,5 euros por cada acção do tipo B, o que representa um prémio de 30,11 por cento em relação à cotação do fecho de ontem. O empresário já detém 5291 acções do tipo B da Benfica SAD.

O sucesso da oferta da Metalgest sobre as acções de tipo B da Benfica SAD, representativas de 60 por cento do capital da sociedade desportiva, fica condicionado à aquisição de pelo menos 50,1 por cento das acções desta categoria emitidas. O capital social da Benfica SAD é constituído por duas categorias de acções: B e A (ver explicação sobre os dois tipos de acções na notícia "Benfica: acções que ficam fora da OPA podem travar várias decisões importantes").

António Simões agradado com oferta

O antigo internacional do Benfica António Simões considerou bom para o clube o anúncio do lançamento de uma OPA sobre 60 por cento do capital da Benfica SAD. "Se há alguém com interesse em investir e ficar com uma posição no clube, acho bem. Caminhamos para isso. Hoje, o mundo do futebol é gerido assim e cá em Portugal isso terá de acontecer mais tarde ou mais cedo", disse à Lusa António Simões.

O antigo jogador encarnado acrescentou que "a marca Benfica" tem também o seu peso na oferta tornada pública hoje, salientando que a mesma "não vai deixar de existir" e que é precisamente essa marca que poderá permitir ao Benfica aproximar-se dos grandes da Europa.

"Num mercado tão pequeno, criar condições para o aparecimento de investidores, mostra a força da marca do clube", disse António Simões, realçando o poder que o clube tem no mercado nacional.