A biografia possível

Bill Watterson não voltou atrás na decisão de terminar a famosa banda desenhada do miúdo e do seu tigre, e remeteu-se a uma total reclusão. Por Eurico Monchique

William B. Watterson II nasceu a 5 de Julho de 1958, em Washington, D.C, capital dos Estados Unidos.Passou a infância com os pais - Jim e Kathryn - em Chagrin Falls, Ohio.
Licenciou-se em Ciências Políticas, na Kenyon College, em Gambier, Ohio, em 1980. É casado com Melissa e (supõe-se) vive em Hudson, Ohio. Têm um gato. Em 1986 e 1988 venceu o Prémio Reuben para Melhor Cartoonista do Ano. No primeiro destes ano, foi o mais jovem cartoonista (28 anos) a receber este galardão.
"Até logo, papá! Vou espreitar a minha armadilha para tigres!", diz Calvin no primeiro quadradinho da primeira tira de Calvin & Hobbes, a banda desenhada do norte-americano Bill Watterson. Esta primeira aparição do miúdo e do seu inseparável tigre deu-se em 35 jornais norte-americanos a 18 de Novembro de 1985. A última, quase exactamente uma década depois - a 31 de Dezembro de 1995 -, faz hoje dez anos. O seu autor remeteu-se a uma reclusão total, e não mais foi visto em público.
"É um mundo mágico, Hobbes, amigão... Vamos explorá-lo!!!", grita Calvin na derradeira tira, enquanto o par inseparável se lança de trenó na imensidão branca de uma colina coberta de neve. Com esta afirmação, o autor de banda desenhada libertava-se do fardo de uma criação que lhe trouxera tanto êxito popular e reconhecimento crítico quanto ansiedade, depressão, dúvidas e lutas com datas de entrega