Divórcio

Todos os tópicos

Os divórcios estão a diminuir em Portugal, mas enquanto uns defendem que a responsabilidade é da crise, outros enquadram esta queda na diminuição da nupcialidade em Portugal

  • Os divórcios estão a diminuir em Portugal, mas enquanto uns defendem que a responsabilidade é da crise, outros enquadram esta queda na diminuição da nupcialidade em Portugal

  • Segundo o Instituto Nacional de Estatística, e como seria de prever em comunidades em permanente mudança, verificam-se alterações no universo do casamento, dos divórcios e em termos gerais da conjugalidade, indiciando transformações, algumas das quais com uma provável ligação com a situação grave que atravessamos.

  • Em 2011, Marvão teve cinco divórcios e dois casamentos. Números que não fazem o retrato do concelho, diz quem lá vive. A 100 quilómetros de distância, Vila de Rei celebrou 15 casamentos no mesmo ano, levando o número de divórcios por 100 casamentos a ser o mais baixo no país: 6,7.

  • O PÚBLICO recolheu dados sobre casamentos, divórcios e as decisões que definiram o perfil da família portuguesa desde 1864. São histórias em paralelo com a visão de sociólogos, um psicólogo, uma demógrafa e uma jurista, em cinco trabalhos que serão publicados até domingo, com uma reportagem na revista 2 nos dois concelhos do continente com o maior e menor número de divórcios por cem casamentos, em 2011.

  • O PÚBLICO recolheu os números do estado civil de todos os censos realizados em Portugal, desde 1864: neles está o retrato das mudanças da sociedade. Hoje as decisões estão cada vez mais à margem dos registos.