Nada de novo. Tudo novo

A nova encíclica de Bergoglio é um grito brutal. Quanto ao seu poder mobilizador, é o que ainda não sabemos.

1. Pode parecer estranho, mas a questão política tornou-se inseparável da fidelidade à memória cristã mais antiga.