Torne-se perito

Pressão para partos induzidos aumenta, como “garantia de teste negativo” à covid-19

Várias vozes alertam para o aumento da pressão para as grávidas induzirem os partos, sobretudo no sistema privado, de modo a garantir o teste negativo não só da mulher como do acompanhante. “A questão é se lhes é dada toda a informação sobre a indução”, alerta a Associação Portuguesa pelos Direitos da Mulher na Gravidez e no Parto.

coronavirus,parto,gravidez,saude,sociedade,hospitais,
Foto
REUTERS/ PHIL NOBLE

“Mais vale parir num shopping. Ao menos não tens restrições de acompanhamento.” Este é o lema da campanha lançada esta semana pela Associação Portuguesa pelos Direitos da Mulher na Gravidez e no Parto. “As grávidas e parturientes continuam, em muitos hospitais portugueses, impedidas de ter acompanhante durante internamentos, parto e pós-parto, a pretexto da pandemia por covid-19, enquanto centros comerciais, restaurantes e transportes públicos (…) há muito tempo podem ser frequentados quase livremente”, escreve a associação em comunicado.