Vela. Algarve recebeu a primeira competição do ano

Durante três dias, mais de duas dezenas de embarcações disputaram a primeira edição da “Aos Bordos p’lo Algarve”.

portimao,lagos,albufeira,modalidades,desporto,vela,
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
portimao,lagos,albufeira,modalidades,desporto,vela,
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
portimao,lagos,albufeira,modalidades,desporto,vela,
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
portimao,lagos,albufeira,modalidades,desporto,vela,
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
Iate de corrida
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
Vela
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
Iate de corrida
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
Iate de corrida
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
portimao,lagos,albufeira,modalidades,desporto,vela,
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
portimao,lagos,albufeira,modalidades,desporto,vela,
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
,Vela ligeira
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing
portimao,lagos,albufeira,modalidades,desporto,vela,
Fotogaleria
Rodrigo Moreira Rato/LX Sailing

Foi um regresso da frota ainda a meio-gás, mas após vários meses sem qualquer regata devido à pandemia da covid-19, a costa algarvia entre Albufeira e Lagos recebeu a primeira edição da “Aos Bordos p'lo Algarve”, prova de vela de cruzeiro que contou à partida com a participação de 23 embarcações nas classes ORC e NHC. Durante três dias, os veleiros percorrerem cerca de 40 milhas náuticas (mais de 74 quilómetros), com a vitória final a pertencer ao Elixir D-Loft (ORC) e ao Mar Meu (NHC).

Cumprindo toda a tramitação exigida por uma competição oficial e com selo de aprovação da Associação Regional de Vela do Sul (ARVS) e da Federação Portuguesa de Vela, a primeira edição da “Aos Bordos p'lo Algarve” contou com boas condições de vento nos dois primeiros dias.

Na primeira perna, entre Albufeira e Portimão, os mais rápidos foram o Elixir D-Loft (ORC) e o Metralha (NHC), sendo que no dia seguinte o veleiro liderado por Luís Raposo Veríssimo voltou a ser o mais rápido entre Portimão e Lagos – o Mar Meu, que acabou por ganhar a classe, triunfou em NHC.

No último domingo, com a regata condicionada pela falta de vento na chegada a Albufeira, o Tomate assegurou a vice-liderança na geral final em ORC ao ser o mais rápido, enquanto o Baby Elixir bateu a concorrência em NHC.

No final, Luís Raposo Veríssimo destacou a boa organização da Marina Yacht Clube de Albufeira (MYCA), em conjunto com a Best ESports Team e a (ARVS). “Ganhamos a geral, o que é bom para uma primeira edição. Gostamos muito deste projecto. Esperamos para o ano estarmos cá e que mais barcos também estejam para concorrerem connosco”, afirmou o skipper do Elixir D-Loft.

Já João Coutinho, do Tomate, destacou a “bolina épica na última regata” que garantiu a vitória na perna entre Portimão e Albufeira, dando igualmente os parabéns aos organizadores”: “Isto é uma coisa simples, mas correu muito, muito bem.”

O pódio em ORC ficou completo com o Rational de Miguel Bunte da Graça, que destacou “o campeonato bem disputado, com equipas competitivas e de qualidade.”