Covid-19: “Há aldeias que são como ‘lares a céu aberto’”

Quatro meses depois da chegada do coronavírus a Portugal, 21 municípios portugueses continuam sem qualquer caso de infecção. São cidades e aldeias do interior, isoladas e envelhecidas, onde o vírus ameaça chegar nas férias à boleia dos emigrantes e das pessoas que “vão à terra”. Especialistas querem equipas de saúde pública “pequenas e rápidas” para travar o previsível aumento de mortes entre os idosos.

questoes-sociais,demografia,saude,sociedade,portugal,virus,
Foto
Nelson Garrido

Portugal somava na última sexta-feira 21 concelhos, dos 308 em que se divide o país, sem qualquer caso registado de infecção pelo novo coronavírus. Daqueles, 15 concelhos situam-se no Alentejo, dois no Centro (Mêda e Idanha-a-Nova), um no Norte (Boticas) e três no Algarve (Alcoutim, Aljezur e Vila do Bispo), segundo a informação recolhida pelo PÚBLICO numa ronda pelas cinco administrações regionais de saúde.