Dança

António Casalinho, de 15 anos, vence competição internacional de ballet

Português era o mais jovem da prova e arrecadou vários prémios do Concurso Internacional de Ballet de Varna, na Bulgária, incluindo o de bailarino mais promissor.
Foto
O bailarino de Leiria António Casalinho Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez/Facebook

O bailarino António Casalinho venceu vários prémios do Concurso Internacional de Ballet, que decorreu em Varna, na Bulgária, anunciou o Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sánchez, de Leiria. António Casalinho, de 15 anos, era o mais jovem da prova, que é considerada por alguns como as "olimpíadas da dança", e conquistou a medalha de ouro na categoria de juniores, tendo ainda sido distinguido com o prémio especial para jovens talentos Emil Dimitrov, com o prémio especial para os bailarinos mais promissores (juntamente com a chinesa Siyi Li) e com o prémio especial para os mais jovens em competição (juntamente com a alemã Elena Iseki).

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Numa nota de imprensa, o Conservatório anunciou que vai realizar, no dia 3 de Agosto, pelas 18h30, no Teatro José Lúcio da Silva, uma gala em homenagem a António Casalinho, "considerado pela crítica internacional como o Cristiano Ronaldo do ballet".

"Esta homenagem será pelas conquistas na competição em Varna, na Bulgária", uma vez que "foi o primeiro português a chegar à final em 54 anos de história do concurso", refere a nota. A distinção precede o espectáculo do Curso Internacional de Verão 2018 do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sánchez.

"É a prova de que em Portugal podemos formar bailarinos", referiu a responsável pelo conservatório, Annarella Sánchez, na página oficial na escola no Facebook, salientando que, "embora António Casalinho seja português e represente Portugal, a escola que ele leva é a cubana". Annarella Sánchez lamentou que a sua escola não receba qualquer apoio do Estado, como o Conservatório Nacional de Lisboa.

"Eu só tenho pais que pagam para que os filhos possam ter ensino de ballet, porque os professores não trabalham de graça. [Mas] posso dar-me por afortunada, assim como os nossos estudantes, porque temos alguns professores que trabalham por amor à camisola", declarou. Prosseguindo, a responsável afirmou que António Casalinho foi acompanhado por dois professores nas duas primeiras provas e por Annarella Sánchez "na última semana".

"Portugal estava a ser representado por estudantes de nacionalidade japonesas que estudam no Conservatório Nacional de Lisboa e, para informação de todos, eles estavam sozinhos sem professores. Fiquei indignada", criticou.

António Casalinho já conquistou diversos prémios internacionais ao longo da sua ainda curta carreira, entre os quais o Youth American Grand Prix, de Nova Iorque.

O Concurso Internacional de Ballet de Varna é uma competição bienal. A competição foi fundada em 1964 e posteriormente realizada em 1965 e 1966 e depois a cada dois anos a partir de 1968. Entre os laureados de edições anteriores estão nomes como os dos bailarinos Vladimir Vassiliev e Mikhail Barishnikov.

Notícia rectificada às 12h05, detalhando as categorias em que o bailarino português foi premiado