Críticas à Carris e ao Metropolitano

O vereador Nunes da Silva promoveu na quinta-feira um encontro com técnicos da câmara, para apresentar a sua política de mobilidade, e não poupou a Carris e o Metropolitano. O autarca voltou a defender a municipalização destas empresas que, acusa, "de modo algum têm estado a responder às necessidades dos cidadãos". O resultado, acrescenta, é que "a câmara já teve de se substituir aos operadores", através do planeamento e exploração dos serviços Lx Porta-a-Porta (destinado aos bairros históricos ou onde há falta de transportes públicos) e Alfacinhas (de transporte escolar). O vereador afirmou ainda que "muitos" dos corredores bus existentes em Lisboa "deixaram de fazer sentido" pelo baixo número de autocarros que lá circulam. "Criar corredores fica bem e dá parangonas, mas eliminá-los é um verdadeiro sacrilégio", afirmou. I.B.