Fundação estuda impacto da justiça na economia

A Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) e a Associação Comercial de Lisboa assinaram ontem um protocolo para realizar um estudo sobre justiça económica. O objectivo é apurar os custos económicos e os problemas empresariais gerados ou amplificados por um sistema judicial ineficaz, propondo alternativas que fomentem reformas no sector.

A equipa que vai conduzir o estudo será liderada por Nuno Garoupa, Mariana França Gouveia e Pedro Magalhães, e dirigia por Jorge Morais de Carvalho. Numa entrevista recente ao Diário Económico, António Barreto, que preside à FFMS (detida pelo principal accionista da Jerónimo Martins, dona do Pingo Doce) disse que Portugal tem adiado muitas mudanças e que deveria proceder já a uma reforma da justiça. A.R.F.