Alegre: Cavaco "recruta crianças" para a sua campanha

Manuel Alegre, candidato presidencial apoiado pelo PS e pelo BE, acusou ontem Cavaco Silva de estar a recrutar crianças em escolas para levarem "bandeirinhas" nas visitas que faz a diversos concelhos do país.

O candidato, que inaugurou ontem a sede nacional de candidatura, em Lisboa, afirma que o actual Presidente da República está a fazer "visitas aos seus bastiões eleitorais, inclusivamente em sítios onde, segundo me disseram, vão recrutar crianças às escolas com bandeirinhas, como em tempos que deviam estar no passado".

Alegre pediu a Cavaco que, agora que já marcou a data das eleições, se abstenha "de continuar a fazer campanha eleitoral como Presidente da República". Com base nas sondagens, o candidato presidencial afirmou-se convicto de que desta vez haverá uma segunda volta, ao contrário de 2006, em que ficou a 30 mil votos.

O histórico socialista não omitiu a grave crise que o país atravessa e pediu sentido de Estado, mas também se escusou a dar conselhos aos partidos: "Não sou procurador de ninguém e não vou dizer o que devem fazer aqueles que têm a responsabilidade democrática de intervir e decidir."

Já o presidente do PS, Almeida Santos, considerou que o desgaste do Governo não afectará a candidatura de Alegre, pois os portugueses sabem distinguir presidenciais de legislativas. Rita Brandão Guerra com Lusa