Cinzas de Ruy de Carvalho depositadas no deserto

As cinzas de Ruy Duarte de Carvalho serão depositadas, entre sábado e segunda-feira, num local do deserto do Namibe, disse à agência Lusa Luhuna de Carvalho, filho do escritor e antropólogo. A cremação terá sido realizada ontem, e as cinzas serão transportadas, por familiares, até um local escolhido pelo autor.

Segundo a mesma fonte, o Ministério da Cultura de Angola está a organizar uma vigília no local das cerimónias fúnebres do escritor, onde serão depositadas as cinzas. Ali ficará também uma placa simbólica, marcando a morte do escritor.

Outras organizações angolanas, entre as quais a União de Escritores Angolanos e a Chá de Caxinde, estão também a organizar eventos em Luanda para assinalar as cerimónias fúnebres, acrescentou ainda Luhuna de Carvalho.

Ruy Duarte de Carvalho faleceu na semana passada aos 69 anos em Swakopmund, na Namíbia. Considerado pelos seus pares como um dos maiores nomes da literatura de língua portuguesa, foi um autor multifacetado cuja obra se estendeu das artes plásticas ao cinema, passando pela antropologia e também pela poesia.