Setúbal vai ter uma praia na cidade depois da requalificação dos estaleiros navais

Plano de valorização da zona ribeirinha de Setúbal prevê a reconversão da praia da Saúde, na zona poente da cidade. Obras estarão concluídas em 2011

A requalificação da zona ribeirinha poente de Setúbal vai custar perto de um milhão e meio de euros e tem como ponto alto a reconversão da praia da Saúde, uma praia urbana com cerca de 100 metros de extensão, emblemática nos anos de 1960/70 e que posteriormente se perdeu para os estaleiros que ocuparam aquele espaço.

A obra, que já tem garantidos fundos comunitários, tem um prazo de execução previsto de dez meses, o que leva Carlos Rabaçal, vereador responsável pelas obras municipais, a garantir que "dentro de um ano, aproximadamente, aquela área estará completamente diferente e a praia da Saúde será uma realidade". O concurso público para a execução da obra está a decorrer e prevê ainda a construção de um passeio ribeirinho, áreas de recreio, uma ciclovia, arborização e espaços verdes.

Os cerca de 500 metros de frente ribeirinha vão ser intervencionados em duas fases. A primeira "será realizada nos terrenos que já estão disponíveis e que significam mais de metade da área prevista". A segunda fase, nos terrenos onde está instalada a Sadonaval, "será feita mais tarde".

O Plano Integrado de Valorização da Zona Ribeirinha de Setúbal vai permitir recuperar uma zona onde actualmente se encontram estaleiros navais e alguns armazéns e vai fazer a ligação até ao Parque Urbano de Albarquel.

Para além da recuperação da praia da Saúde, a nova frente de rio vai ter ainda equipamentos de apoio à actividade náutica e um espaço de restauração, assim como um ancoradouro onde a autarquia, no futuro, quer ancorar uma fragata para instalar uma extensão do museu do mar.