Morreu Tony Hillerman, o Navajo

a O escritor e jornalista norte-americano Tony Hillerman, conhecido por uma série de livros policiais que têm como cenário as reservas dos índios Navajo, morreu num hospital de Albuquerque, no Novo México, aos 83 anos. Tony Hillerman, que estava doente há já vários meses, foi vítima de insuficiência pulmonar, soube-se anteontem. No mundo dos policiais e das histórias de mistério, Hillerman era uma figura rara, escrevia ontem o New York Times, por ser um "autor de best-sellers adorado pelos fãs, admirado pelos outros escritores e respeitado pela crítica".
Hillerman nasceu a 27 de Maio de 1925 em Sacred Heart, Oklahoma, mas construiu raízes em Albuquerque, onde ensinou jornalismo na universidade local entre 1966 e 1987. Ainda muito jovem combateu em França, durante a II Guerra Mundial. Ao regressar aos EUA, iniciou a carreira de escritor de romances policiais que a crítica qualificou como "etnológicos", pelo facto de a maioria das suas histórias se passarem nas reservas dos índios Navajo.
Muitos dos seus livros eram marcados por um ambiente de conflito, com personagens em luta para que fossem mantidas tradições ancestrais no mundo moderno. O herói de muitos desses livros era o personagem Joe Leaphorn, velho tenente da polícia tribal, que foi apresentado no livro inaugural The Blessing Way, em 1970. A referida obra passava-se no contexto Navajo, como consequência de um encontro revelador que o escritor tivera com os índios.
Criou depois o investigador Jim Chee em People of Darkness, em 1980. Depois do seu grande sucesso comercial, Skinwalkers, publicado em 1987, viu serem reeditadas várias das suas obras anteriores. Autor de mais de 30 livros, resistiu a abandonar as teclas e escreveu, segundo declarações da filha Anne Hillerman, quase até ao final da vida. Entre as suas obras mais conhecidas estão O Deus que Fala e Coiote Espera. Em Portugal as obras de Hillerman estão editadas pela Caminho (Coiote Espera, Povo das Trevas, Skinwalkers) e pela Círculo de Leitores (O Deus que Fala e O Vento Negro).