Criada nova linha telefónica de ajuda

A partir de amanhã, as mulheres passam a ter à sua disposição uma linha telefónica de ajuda sobre gravidez não desejada e acompanhamento contraceptivo. A Linha Opções, que hoje também vai ser apresentada pela Associação para o Planeamento da Família, funcionará de segunda a sexta-feira, das 12h00 às 19h00. O número é o 707 200 249. Segundo Duarte Vilar, a Linha Opções, que se propõe auxiliar mulheres em situação de pré e pós-aborto, é a única deste tipo a funcionar em Portugal, depois de uma iniciativa semelhante promovida UMAR (União Mulheres Alternativa e Resposta) ter acabado.
A APF está, para este efeito, a constituir uma base de dados com todos os hospitais públicos e clínicas privadas que em Portugal e no estrangeiro fazem interrupções de gravidez ao abrigo da lei, de forma a poder encaminhar as mulheres, disse. Mas será dada prioridade à resposta nos hospitais públicos. Por exemplo, para uma mulher que telefone do Algarve, serão identificadas as várias alternativas, começando pelos hospitais públicos da região e passando de seguida para as clínicas que fazem IVG do outro lado da fronteira.
A linha prestará ainda apoio ao nível de tomada de decisão. Confrontadas com uma gravidez indesejada, "as mulheres sentem-se por vezes muito sozinhas, temem até falar com o seu médico assistente ou seu parceiro", explica Elisabete Souto, responsável pela linha. A.C.

Sugerir correcção