Cova da Moura Magnum foi à comunidade que se queria mostrar

No sábado, quando o Presidente Jorge Sampaio visitar a Cova da Moura, inaugura a exposição Nós Kasa, que a norte-americana Susan Meiselas preparou com a comunidade local. É uma antecipação de Espelho Meu, a abrir em Julho no CCB. A visita presidencial começa às 11h30. Noutros dias pode-se ir ao bairro com a Associação Cultural Moinho da Juventude. "Aqui não há só pessoas más." Por Vanessa Rato (texto) e Rui Gaudêncio (fotos)

Cá de baixo, da Damaia, a Associação Cultural Moinho da Juventude vê-se no alto de um morro, um edifício branco e estreito, equilibrado numa das ravinas da Cova da Moura. Pode-se subir pelo asfalto, às curvas entre o casario, ou atalhar por socalcos de couves, mini-roseiras, aloés, gladíolos e hastes de trigo quase maduro.Lá em cima cheira a figos e o Parque de Monsanto estende-se no horizonte como uma grande língua verde entalada entre Benfica e Alfragide. Esta é a vista para a cidade - atrás das costas há uma malha de construção precária que se vai fechando sobre sete mil pessoas quase exclusivamente de origem africana, taxas elevadíssimas de desemprego, maternidade adolescente e criminalidade: foi aqui que a fotógrafa da Magnum Susan Meiselas chegou há sete meses.
Há sete meses, falt