João Pinto recebeu convites do estrangeiro

O Boavista anunciou ontem que João Pinto, de 33 anos, avalia "alguns convites aliciantes que tem de clubes estrangeiros, sendo que poderá ou não (...) renovar contrato" com a SAD axadrezada. Em simultâneo, o clube informou que "não será renovado contrato" com o médio espanhol Toñito. "Nestes termos, esta SAD irá desde já, em função da prospecção que tem do mercado, procurar alternativas de qualidade para a próxima época", lê-se no comunicado divulgado pelo Boavista através do seu sítio na Internet. A eventual saída do antigo internacional não causará muita estranheza, porque na reabertura do mercado de transferências, no início deste ano, João Pinto tinha em mãos uma proposta milionária do Al-Hilal, da Arábia Sáudita. Os árabes propuseram-lhe, na altura, um contrato de quatro meses, oferecendo-lhe 800 mil dólares. Antes disso, também o Dínamo de Moscovo terá avançado com uma proposta. Agora, e face a mais uma investida de alguns clubes estrangeiros, João Pinto acordou com a SAD do Boavista um prazo para tomar uma decisão. Contudo, não está totalmente descartada a renovação de contrato com a equipa do Bessa. Já Toñito estava em fim de contrato e, como não houve um entendimento de verbas entre o clube e o jogador, não foi possível chegar-se a uma base de acordo. O médio, de 28 anos recebeu propostas do Guimarães e do Belenenses. Toñito chegou a Portugal no Verão de 1997, proveniente do Tenerife, e passou pelo Setúbal, Sporting e Santa Clara, além do clube do Bessa, onde ingressou emprestado pelo Sporting ao abrigo da transferência do guarda-redes Ricardo para Alvalade. Tinha carta branca para no final desta temporada poder decidir o seu futuro. Esta época marcou um golo, no Rio Ave-Boavista (2-2).

Del Neri assina pelo Palermo

Depois de uma época negativa, Luigi Del Neri assinou por dois anos com o U.S. Città di Palermo, clube que se qualificou para a Taça UEFA ao terminar em 6º lugar na Série A italiana. Vai ganhar perto de 800 mil euros por temporada. Del Neri foi o técnico que o FC Porto contratou para substituir José Mourinho, mas acabou por ser despedido ao cabo de um mês e substituído pelo espanhol Victor Fernandez ainda antes de a SuperLiga começar. Antes da sua breve passagem pelos "dragões", havia-se destacado no Chievo Verona. Depois, teve uma experiência no Roma, também ela mal sucedida - e mais uma foi dispensado. Apesar disso, o Palermo acaba de o contratar, alegadamente, porque Francesco Guidolin preferiu não renovar o seu compromisso com o clube siciliano.

Javier Irureta deixa o Deportivo
O Deportivo da Corunha e o treinador Javier Irureta cessaram ontem uma ligação de sete anos. "Eu diria que Irureta e o Deportivo chegaram a um acordo para abrir um parêntesis entre o treinador e o clube", disse o presidente da equipa galega, Augusto César Lendoiro, explicando que as portas continuam abertas para o homem que conquistou o único título espanhol (2000) do Corunha, além de uma Taça do Rei (equivalente à Taça de Portugal) e de duas Supertaças espanholas, e que deixa o seu nome ligado ao ciclo mais brilhante da história do clube. "E desejamos que o parêntesis se mantenha aberto para que no futuro possamos reabrir a relação", concluiu Lendoiro. O dirigente esclareceu que não tinha ainda substituto. Com 57 anos e basco, Irureta era o treinador há mais tempo numa equipa espanhola da I Divisão, tendo guiado o Deportivo até ao seu primeiro título nacional e a cinco presenças consecutivas na Liga dos Campeões. Nesta temporada, contudo, o Corunha terminou num decepcionante oitavo lugar, a sua pior classificação desde 1998. Com esta saída e as dos veteranos jogadores Mauro Silva e Fran, é o fim da etapa do grande Superdepor.