Os novos super-heróis da Disney estreiam hoje em português

As aventuras de uma família de super-heróis que ajudou a salvar o mundo é a grande aposta da Disney para este Natal. "The Incredibles - Os Super-Heróis", produzido pelos estúdios da Pixar, é um dos filmes nomeados para o Óscar de Animação e nos EUA está a provocar furor.Dos mesmos criadores de "À Procura de Nemo", de "Toy Story" e "Uma Vida de Insecto", o filme "The Incredibles" está a partir de hoje nos cinemas portugueses.O filme de animação digital, que estreou nos EUA há um mês e foi muito bem recebido pela crítica, já criou expectativas financeiras e espera-se que gere 464 milhões de euros em todo o mundo. "À Procura de Nemo" fez 658 milhões de euros e uma das razões apontadas para o possível decréscimo "The Incredibles" é este filme ter sido classificado como "Parents-Guidance", que exige acompanhamento dos pais, por causa de algumas cenas consideradas violentas.Quinze anos após os super-heróis serem declarados fora da lei, o Sr. Incrível, um ex-super-herói, vive amargamente os seus dias como funcionário de uma seguradora. Tudo muda no dia em que recebe uma misteriosa comunicação de uma sedutora mulher, Mirage, para uma missão secreta.Numa história cheia de acção, com mais de 100 cenários - dos subúrbios modernos à selva luxuriante de uma ilha deserta - e mais de 150 peças de roupa e 20 penteados, há que enfrentar o supervilão Síndrome, que se faz acompanhar por Mirage. A principal missão dos super-heróis é, claro, salvar o mundo.O universo destes super-heróis nasceu da imaginação de Brad Bird, argumentista e realizador de "The Incredibles", que criou o Sr. Incrível, casado com a Mulher-Elástica e de quem tem três filhos: Violeta Pêra, Flecha e Zezé. No filme há ainda Gelado (grande amigo do Sr. Incrível), Síndrome (o supervilão) e Edna Mode (designer de moda de heróis).Capaz de se transformar em pára-quedas para salvar a família, a Mulher-Elástica recebe a voz de Paula Fonseca. "Fazemos as mesmas expressões que os bonecos, mas fazer a dobragem é sobretudo interpretação, não basta dizer. É quase como conduzir, temos que fazer muitas coisas ao mesmo tempo", diz a actriz, que já fez a voz da Minnie, entre outras.Os actores que dão a voz aos personagens são unânimes: o mais difícil não é a dar a voz, mas sim adaptar os textos aos movimentos de boca dos desenhos animados.Além da agilidade e força do Sr. Incrível, todos os super-heróis têm poderes especiais: Violeta o poder da invisibilidade, Flecha o poder da velocidade e Gelado o poder de ser "superfixe" e deslizar em patins sobre placas de gelo que ele próprio cria.O Sr. Incrível teve que adoptar uma identidade civil e está proibido de tentar salvar o mundo. O actor veterano João Lagarto, que faz a voz, diz que foi "um trabalho que exigiu grande concentração" e que é fácil descolar-se da personagem: "É só colocar o capacete da moto, sentar-me e sou eu!"Com uma imponente barriga, o Sr. Incrível trabalha como funcionário numa seguradora e vive nos subúrbios com a família, com quem tem as discussões e desentendimentos de uma família normal. Ao contrário de Flecha, Violeta Pêra "é uma rapariga tímida e ainda na idade do armário", diz a actriz Leonor Machado, 18 anos, que dá voz à personagem na dobragem, que faz, neste filme, a sua primeira dobragem e é uma estreante absoluta no cinema.Desde a naturalidade com que os cabelos se movem, passando pelas expressões de desconfiança ou tristeza dos personagens, a animação digital faz com que os desenhos animados quase pareçam reais.No filme, uma das maiores invenções é o espaço onde vive Síndrome, o vilão que em criança queria ser super-herói mas a quem ninguém deu ouvidos. Com o passar dos anos, a sua frustração leva-o a criar um plano diabólico para acabar com os que salvaram o mundo. Máquinas inovadoras, carros que se movem em estradas futuristas, robots de última geração fazem parte do cenário que Síndrome construiu dentro de um vulcão, numa ilha deserta. O humor omnipresente une-se ao tom mordaz (basta ver a seguradora onde, melancolicamente, o Sr. Incrível trabalha) e à obsessão por fazer cumprir a lei - os super-heróis foram declarados fora da lei e deixados por sua conta face às consequências legais que poderiam vir a pagar pelas suas acções.Gelado, um dos desenhos cuja imagem é das mais fiéis à do actor que lhe dá voz na versão original - Samuel L. Jackson - na dobragem tem a voz do actor Rui Unas, conhecido por apresentar o programa de televisão "Cabaret da Coxa", na SIC Radical. "Agora está muito em voga fazer os bonecos muito associados às vozes. O Óscar [personagem interpretada em "O Gang dos Tubarões"] tinha características físicas parecidas ao Will Smith, assim como o resto das personagens. E aqui, passa-se o mesmo. Bem, tentei ser um personagem 'cool' e que é um amigo muito próximo do Sr. Incrível."