Ficção nacional e "reality-shows" à conquista das audiências

Os três canais generalistas portugueses inauguram hoje as novas grelhas de programação para a próxima temporada televisiva. A preparar terreno para uma batalha feroz pelo domínio do "share" do horário nobre, TVI e SIC servem novelas e "reality-shows" como prato principal do serão televisivo. A RTP1 acompanha esta tendência, embora com algumas diferenças nos géneros de programas, e consciente de que está afastada da luta pelo primeiro lugar.Com uma estratégia que visa consolidar o domínio da TVI sobre a SIC, no horário nobre, José Eduardo Moniz, director geral da estação de Queluz, aposta na ficção nacional e nos "reality-shows" para conquistar as audiências. Depois do sucesso da novela portuguesa Olhos de Água, Moniz avança, para já, com duas novas produções nacionais para o horário nobre da sua estação: Filha do Mar e Anjo Selvagem - ambas produzidas pela NBP. Para os dias de semana, a TVI arranca com o Jornal Nacional às 20h00, seguido da estreia da novela Filha do Mar (uma história de um triângulo amoroso cuja acção se inicia nos Açores), e de mais um episódio de Olhos de Água, que actualmente lidera as audiências nacionais. A terminar o serão, todos os dias há ligações em directo à casa do Big Brother 3 (que começou ontem) e uma série de ficção estrangeira, ao final da noite (ver texto nestas páginas). Um outro trunfo da TVI é Anjo Selvagem, uma novela que vai para o ar nos dias de semana antes do jornal Nacional, naquilo que Moniz chama uma antecipação do horário nobre. Na manga estão também outros "reality shows" (em versão portuguesa) como Survivor, apresentado por Paulo Salvador, com estreia marcada para dia 16 deste mês; e a A Ilha da Tentação, que Carlos Ribeiro apresentará a partir de Outubro.Perante esta declaração de guerra televisiva da TVI, a nova direcção de programas da SIC (com Manuel da Fonseca a substituir Emídio Rangel), responde com novelas brasileiras e com os "reality-shows" Confiança Cega e Jerry Springer Show - O Grande Desastre Americano. Ao final do serão regressam as Noites Marcianas, em doses diárias de duas horas, agora conduzidas por Júlia Pinheiro.A partir de hoje, a estação de Carnaxide abre as hostilidades do serão televisivo com o Jornal da Noite (antecedido, tal como acontece na sua concorrente mais directa, por uma telenovela: A Padroeira), ao que se segue outra, Porto dos Milagres, que em breve será substituída por O Clone, também brasileira. Mas a grande aposta da estação - a prová-la está a dose massiva de promoções -é o "reality-show" Confiança Cega, apresentado por Felipa Garnel. Todas as segundas (e durante dois meses) haverá um especial de 70 minutos deste concurso, com pequenos apontamentos de cinco minutos transmitidos diariamente ao longo da semana.A incursão da SIC na ficção nacional não figura no horário nobre. A telenovela Ganância vai continuar nas tardes de segunda a sexta, e está prevista a estreia, ainda sem data confirmada, de Retornados, com Ana Bustorff a protagonizar a história de uma família que regressa a Portugal depois de muitos anos vividos em Angola.Na 5 de Outubro, a televisão estatal preparou a rentrée televisiva com produções nacionais - telenovelas, séries e concursos - e o "game show" O Sabotador, um congénere do francês Fort Boyard, mas onde há um concorrente que, sem que os outros saibam, boicota a sua equipa.Esta noite, também logo após o Telejornal, vai para o ar o primeiro episódio da novela Senhora das Águas, um dos grandes investimentos da RTP na ficção nacional. Entre as novas séries portuguesas figuram Paraíso Filmes, com estreia para a próxima quarta-feira, e Segredo de Justiça, com Ricardo Carriço no principal papel, a partir desta sexta, às 23h00. Os concursos começam no próximo domingo, com O Sabotador às 21h00, e Danza Café (uma produção nacional) uma hora depois.Com as estratégias de programação já delineadas, a luta entre a TVI e a SIC promete ficar ao rubro. A liderança da TVI no horário nobre nos últimos meses, aliada à clara intenção de Moniz de destronar a SIC do primeiro lugar das audiências - aproveitando até os maus momentos vividos pela estação de Carnaxide - podem indiciar o princípio de uma temporada com outro líder entre as televisões generalistas.